Empresa incentiva aluguel de pintinhos durante a Páscoa


Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Foto: Waqar rauf Zafer/Shutterstock

As galinhas são animais brincalhões que adoram abraços e, em algumas situações, as aves adultas são conhecidas por se aproximar de seu cuidador humano para receber carinho. Isso pode ser muito cativante quando os animais estão em um ambiente seguro. Porém, forçar galinhas a fazer isso, sem supervisão ou regulamentação sobre seu tratamento é uma receita para o abuso.

Infelizmente, alguns empresários estão mais do que dispostos a explorar esses seres altamente inteligentes e sensíveis e não possuem qualquer consideração pelo seu bem-estar, visando apenas ao lucro. Pior ainda, eles impõem esse perigo sobre o menor e mais vulnerável do grupo: pintinhos com apenas três dias de vida.

Isso está prestes a ocorrer em Brevard County, na Flórida (EUA), conforme o Green Marketplace planeja alugar 100 pintinhos para a Páscoa. Por US$ 30, a empresa permite que alguém leve para casa uma caixa com dois pintinhos durante duas semanas, segundo a reportagem do One Green Planet. Os participantes recebem instruções detalhadas para o cuidado dos animais, mas nenhuma supervisão ou aplicação das orientações, o que significa que não há como dizer o que esses pintinhos podem ter que enfrentar.

Mary Hise, proprietária do Green Marketplace, afirma que isso é tão bom para as ave como para as famílias que participam. Ela diz que como os pintinhos vêm de um incubatório sem contato com as galinhas mães, esta irresponsabilidade permite-lhes serem “cuidados por estas crianças.” Porém, isso não é nada como receber os cuidados de uma mãe.

As galinhas desenvolvem laços fortes e protetores com seus pintinhos desde o nascimento e, em um mundo ideal, poderiam continuar essa relação. Infelizmente, a indústria da carne e de ovos apoiam crueldades como esta que fazem que estes animais jamais experimentem essas alegrias.

Já é terrível que esses filhotes de três dias nunca vejam suas mães ou saibam a profundidade do seu amor por eles. Como observamos com outras espécies órfãs, incluindo crianças humanas, isso pode ser traumático.

A exposição a pessoas insensatas e o excesso de estímulos em nome de “carinhos” ou possivelmente um cruel tratamento pode afetar negativamente estas aves por muito tempo depois do período de duas semanas de aluguel.

Esses animais inteligentes possuem excelentes memórias. Além disso, como as galinhas são conhecidas por transmitir a cultura de geração em geração, qualquer sofrimento psicológico pode impactar seus parentes também.

Da mesma forma que coelhos, galinhas não são brinquedos ou bons presentes de Páscoa e as pessoas precisam estar cientes do quão prejudicial isso é para os animais.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

DESUMANIDADE

AGRESSÃO BRUTAL

INDÚSTRIA CRUEL

ECONOMIA

AMEAÇA DE EXTINÇÃO

ACIDENTE

CRUELDADE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>