Cãezinhos abandonados reconstroem suas vidas ao serem resgatados


Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Foto: Detroit Dog Rescue

Os seis cãezinhos estavam em chamas. Pelo menos, foi assim que eles se sentiram quando Kristina Rinaldi, diretora-executiva do Detroit Dog Rescue (DDR), os encontrou no Controle de Animais.

“Quando digo que esses filhotes estavam literalmente em chamas, eles estavam mesmo. Eles queimavam, tinham altas temperaturas”, disse Rinaldi.

Além de terem febres perigosamente altas, os filhotes apresentavam casos graves de sarna – tanto que eles eram cor de rosa, não tinham pelos e exibiam feridas dolorosas em toda a pele.

Foto: Detroit Dog Rescue

“Vi muitos casos de sarna na minha carreira resgatando cães, mas esta foi a pior sarna que encontrei. Os gânglios linfáticos e os olhos estavam inchados e a pele estava descolando”, relatou Rinaldi ao The Dodo.

Os seis filhotes ficaram sob os cuidados de Rinaldi em novembro de 2015 depois que foram resgatados de uma casa abandonada em Detroit, Michigan (EUA). Na época, o abrigo de controle de animais estava com a capacidade máxima e não tinha recursos para cuidar dos cãezinhos. Então a gerente do abrigo contatou Rinaldi e perguntou se o DDR poderia ajudar.

“A gerente realmente disse: ‘Como você se sente sobre filhotes sem pelos?'”. E eu disse: ‘O quê?’ Ela me mandou uma foto dos filhotes e respondi: ‘Nós os pegaremos em pouco tempo”, contou.

Uma equipe de voluntários do DDR levou os cães a um veterinário. Porém, a ajuda chegou tarde demais para dois deles, que faleceram quando chegaram à clínica.

Os outros mal resistiam. “O veterinário disse: ‘Estamos trabalhando contra o impossível'”, afirmou Rinaldi.

Foto: Detroit Dog Rescue

Mesmo assim, ela se recusou a desistir. A equipe médica confirmou que poderia aliviar a dor dos filhotes ao tratá-los, então ela decidiu que valia a pena lutar.

Os quatro cãezinhos restantes, que os voluntários do DDR nomearam Wilbur, Petunia, Pinkie e Arthur, receberam atendimento médico por aproximadamente 12 semanas.

“Visitávamos eles diariamente. Temos também um grande sistema de apoio de técnicos veterinários”, disse Rinaldi.
Quando os filhotes foram liberados para um lar adotivo, eles ainda precisavam de atenção durante o dia para tratar a sarna.

Foto: Detroit Dog Rescue

“A sarna é causada por minúsculos insetos chamados ácaros. Alguns ácaros provocam escabiose, o que envolve uma coceira extremamente desconfortável que pode gerar doenças de pele. Isso torna os cães absolutamente miseráveis. Um outro tipo de ácaro vive nos folículos pilosos e também pode causar coceira”, explica a doutora Danielle Cobiella, veterinária da BluePearl Veterinary Clinic.

Para ajudar a curar os cachorrinhos e a pele deles, os voluntários DDR também os vestiram com roupas de bebê.
“Todos na nossa equipe que haviam tido um bebê trouxeram roupas para eles porque suas peles eram tão delicadas. Eles viveram com essas roupas por cerca de quatro meses”, revelou Rinaldi.

Foto: Detroit Dog Rescue

Eventualmente, os pelos dos filhotes começaram a crescer. Após um período que variou em torno de seis a oito meses, os pelos voltaram completamente. Ao ficarem saudáveis, todos os cãezinhos encontraram lares amorosos.

Beth English, voluntária do DDR, adotou Wilbur. “Demos [a Wilbur] uma bela casa com um quintal enorme para correr. Ele ganhou um irmão pequeno de outra mãe que também vive com ele. Eles têm a mesma idade, dois anos. Ele é muito mimado. Meu marido e eu decidimos não ter filhos, por isso estes são os nossos filhos”, disse ela.

Foto: Detroit Dog Rescue

Apesar das questões médicas que ele tinha quando era menor, Wilbur agora não tem problemas de saúde, segundo English. E isto é graças a Rinaldi e aos outros voluntários do DDR.

“O DDR assume tantos cães que foram esfaqueados, baleados ou têm todas as probabilidades contra eles e, uma vez ou outra, nós dizemos, ‘Vamos sentar e avaliar a situação’. Sempre tomamos a decisão de que, se você se esforçar o suficiente, pode fazer isso, nada é impossível”, destaca Rinaldi.

Foto: Beth English

Embora Wilbur, Petúnia, Pinkie e Arthur tenham encontrado seus lares definitivos, há vários outros cães para adoção no local.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

AVANÇO

COMPORTAMENTO

'SAVE RALPH'

ÍNDIA

REVOLTA

AÇÃO SOCIAL

MÉXICO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>