Distrito Federal ganha seu primeiro açougue vegano


Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Restaurante é o primeiro vegano na região

No Distrito Federal, no bairro Gama, foi inaugurado um restaurante pra lá de moderno. Defensor de uma alimentação saudável e contra a crueldade a animais, o estabelecimento vegano, além de possuir almoço serf-service, conta com um açougue vegano que é o primeiro a ser inaugurado na região.

Reprodução | Facebook

De acordo com o proprietário, Egberto Lima, o bairro precisava de um restaurante com esse tipo de dieta: “A região da Saída Sul, principalmente do Gama e Valparaíso, não tinha nada vegetariano, muito menos vegano. Nenhuma opção. Moro no Gama, quero valorizar a cidade e dar opções acessíveis para quem segue essa dieta”, afirma. Segundo ele, pessoas que não moram nas proximidades, vem conferir a novidade. O restaurante oferece uma mistura brasileira de tudo: da pizza à salada de abacate, do bife de seitan ao acarajé.

Saúde e Bem-estar

Reprodução | Facebook

Egberto afirma que ele, a esposa Sirla Rodrigues, os filhos, são veganos há 11 anos: “Falamos muito de saúde. Desde bebê o nosso filho mais velho ficava doente. Quando decidimos cortar os laticínios da dieta dele, a saúde melhorou muito. Ninguém nos obrigava a nada, mas até médicos já fizeram chacota com a nossa cara”, conta. Para ele, o objetivo é quebrar o preconceito com o veganismo: “Estamos aliando saúde ao bem-estar animal. Queremos quebrar esse preconceito. Essa filosofia de vida só traz o bem para a natureza e para a saúde”, afirma.

Açougue vegano, sim

No dicionário, açougue é sinônimo de feira e mercado. Não necessariamente precisa ser sinônimo de carne. Os veganos do Gama lutam justamente pela desvinculação dos termos, e o nome pode ser encarado como uma espécie de protesto.

Reprodução | Facebook

O açougue vegano do Gama, oferece: feijoada sem carne, bife de glúten (seitan), coxinha de jaca, estrogonofe com leite de soja, carne de jaca, calabresa de soja, queijos cheddar, prato, parmesão e muçarela (à base de batata, cenoura, maçã), manteiga de coco e até sorvete. Tudo sem nenhum ingrediente de origem animal. Os preços tem média de R$ 20, queijos a R$ 24,80 a peça e sorvete de  250ml a R$ 5,50. O bife de glúten custa R$ 20 o quilo. Um mercado com farinhas também é abastecido ao lado dos produtos de geladeira.

Arroz, feijão e bife de glúten

O self-service, que funciona das 11h30 às 15h, sai a R$ 34,90 o quilo. Além das refeições, o Vegano oferece sucos detox e de verão todos os dias. Pelo fato de não ser um restaurante gourmetizado, o cardápio está em constante mudança.

Reprodução | Facebook

Para Egberto, os animais são seres vivos que também merecem respeito: “Acredito que o animal tem sentimento. Minha família não compactua com o sofrimento animal e o Vegano é uma forma de fortalecer essa filosofia de vida e mostrar para o mundo que comemos bem e somos felizes dessa forma”, conta Egberto.

O Vegano Restaurante e Açougue está localizado no Residencial Gamaggiore, Lote 1700, Loja 10, (ao lado da loja Fulô), Setor Leste Industrial, Gama. O atendimento é de domingo a sexta, das 9h30 às 15h.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

PUNIÇÃO

MAUS-TRATOS

SEGUNDA CHANCE

CENSURA

DESPERTAR

PROTEÇÃO

HOLOCAUSTO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>