Projeto de castração em comunidades de SP beneficia cerca de 40 animais por mês


Foto: Divulgação

O projeto voluntário “Clube da Mancha” foi idealizado pela arquiteta e fotojornalista Cristina Guerra, moradora de Perdizes, zona Oeste de São Paulo, que visa castrar animais em áreas carentes do estado de São Paulo. Cristina acredita que a castração é o meio mais eficaz para o fim do ciclo de abandono e maus-tratos de animais. Estima-se que haja cerca de 2 milhões de animais abandonados nas ruas da Capital, e não existem famílias para 75% dos animais resgatados por grupos de proteção. Por isso, Cristina produz mutirões que castram cerca de 40 animais a cada mês apenas com o auxílio de doações e boa vontade de gente que quer ajudar.

O projeto visita favelas – principalmente a do Moinho, na Barra Funda – prédios ocupados, ou moradores de rua que têm cachorros pelo menos a cada 15 dias. Distribui ração, coleiras anti-pulga, vermífugo. Quando recebe o auxílio de uma veterinária, cães e gatos são vacinados. As visitas têm como finalidade sensibilizar para a importância da castração, inscrever os animais no próximo mutirão, prepará-los (precisam estar saudáveis, com peso adequado, sem vermes e sem pulgas), e fazer o acompanhamento.

Os mutirões são realizados por veterinários parceiros e têm custo zero para os tutores dos animais. Os procedimentos são bancados pelos amigos da Mancha. Tudo que o Clube da Mancha faz é com ajuda dos colaboradores: a carona para ir à favela levar ração, o transporte para buscar os animais para castrar e devolvê-los, o custo de eventuais procedimentos cirúrgicos em animais feridos ou doentes. As coleiras anticarrapaticidas são doadas pelo projeto Moradores de Rua e Seus Cães; vacinas são doadas por veterinários. A vermifugação pré castração, medicação pós castração em caso de piometra (infecção de útero), ou para tratamentos eventuais como sarna, hemograma, raio x e exames complementares a pedido dos veterinários são custeados pelo Clube da Mancha.

Pós castração. Foto: Divulgação

Amigos da Mancha é um projeto voluntário que tem recursos apenas de doações.

Quer ajudar?

• Você pode ser madrinha ou padrinho, patrocinando a castração de uma cachorra ou gatinha. Ou colaborar financeiramente com qualquer quantia.

• Você pode oferecer lar temporário para animais que estão para adoção.

• Você pode doar ração, ou fazer uma campanha de doação de ração entre seus amigos, família, vizinhos, colegas de trabalho.

• Você pode oferecer carona para levar ração ou buscar e devolver os animais para os mutirões de castração.

• Você pode acompanhar a Cristina nas visitas aos cães e seus tutores, e ajudar a cadastrar os animais para as castrações, colocar as coleiras, dar medicação, ração e carinho.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

MAUS-TRATOS

PROTEÇÃO ANIMAL

INESPERADO

ASCENSÃO

GRATIDÃO

INDEFESAS


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>