CONTEÚDO ANDA

Nova legislação pretende pôr fim a exploração de cavalos em vias urbanas de Niterói (RJ)

Jovens cavalgando nas vias movimentadas do Centro e da Zona Sul de Niterói, Rio de Janeiro, está cada vez mais comum. O fato é ainda mais corriqueiro em regiões próximas...

135

20/03/2017 às 19:30
Por Redação

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Por Sophia Portes / Redação ANDA (Agência de Notícias de Direitos Animais)

Barbara Lopes / Agência O Globo

Jovens cavalgando nas vias movimentadas do Centro e da Zona Sul de Niterói, Rio de Janeiro, está cada vez mais comum. O fato é ainda mais corriqueiro em regiões próximas a comunidades, onde a prefeitura identificou que o uso de cavalos para transporte e lazer tem aumentado consideravelmente entre adolescentes.

O fato traz riscos ao trânsito e transeuntes, mas principalmente aos animais em situação vulnerável. Para reduzir os casos de exploração, a Coordenação Especial dos Direitos Animais do município está elaborando uma nova legislação, que pretende proibir jovens de comercializar cavalos e autorizam a Secretaria de Ordem Pública a recolher os animais soltos nas ruas.

“Tem crescido muito, entre os jovens de favelas, o uso de cavalos. É um meio de transporte que pode parecer até romântico, mas não é adequando para a cidade, pois é perigoso para os jovens e principalmente para os animais. O que vamos fazer é diminuir a facilidade que eles estão encontrando para adquirir esses animais, que são comprados em feiras e até servem como moeda de troca nas comunidades. Vamos identificar de onde estão vindo esses animais, e a nova legislação nos permitirá agir com maior eficiência”, explica Daniel Marques, que assumiu a coordenadoria especial no início deste mês.

O vice-presidente do Centro Comunitário de São Francisco (CCSF), Marinice Machado, disse ao jornal O Globo que os casos de maus-tratos contra animais estão muito frequentes na região. “Mês passado, vários cavalos ficaram vagando no bairro por cerca de 20 dias, sem que qualquer providência fosse tomada. E não é a primeira vez que isso ocorre. Estamos fartos de ver a falta de ação em relação ao abandono e aos maus-tratos. Esses jovens espancam os animais, sujam e os chutam, quando se recusam a fazer o que eles querem. Durante o carnaval, quase ocorreu uma tragédia com um ônibus cheio de passageiros que freou em cima de um cavalo na rua do canal (Avenida Presidente Roosevelt)”, contou Machado.

Segundo Marques, recolher os animais não tem adiantado porque, quase sempre, o tutor aparece para recuperá-lo e depois o abandona novamente. Ele reforça que a nova legislação vai permitir que o animal seja recolhido e diz ainda que a prefeitura vai comprar uma carroceria para ajudar no resgate.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.