Universidade de Harvard promove debate sobre direitos animais


Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Foto: Harvard Law Today

Como mudanças climáticas, testes em animais e parcerias estratégicas corporativas se relacionam? Esses tópicos estavam entre as questões exploradas durante a terceira edição anual da Semana de Direitos Animais, uma série de eventos organizados pela Escola de Direito de Harvard, pelo HLS’s Student Animal Legal Defense Fund (SALDF) e pelo Programa de Política e Legislação Animal de Harvard.

O evento apresentou debates com advogados de direitos animais e estudiosos de uma variedade de disciplinas e perspectivas.

Will Potter, professor visitante de Jornalismo da Universidade de Michigan, iniciou o evento. O advogado de liberdades civis reconhecido internacionalmente testemunhou perante o Congresso dos EUA como a única testemunha que se opôs à Lei de Terrorismo Empresarial Animal e discutiu suas investigações perante o Parlamento Australiano.

Na palestra “Mudanças Climáticas Além do Ambientalismo”, Jonathan Lovvorn, vice-presidente sênior e consultor-chefe de litigação de proteção animal na Humane Society, detalhou a interseção das mudanças climáticas e da legislação animal e ambiental. Lovvorn, um especialista na área de direitos animais, tem ensinado o popular curso de Direitos de Animais Selvagens na Humane Society há dois anos.

Theo Capaldo, presidente e diretor executivo da New England Anti-Vivisection Society (NEAVS) e sua afiliada educacional, a Ethical Science Education Coalition, explorou esforços e inovações para reduzir o sofrimento desnecessário de animais torturados em laboratórios.

Capaldo abordou o tema por meio de sua liderança na campanha nacional da NEAVS para libertar os chimpanzés dos laboratórios norte-americanos.

Durante a palestra “Direitos Não Humanos? Destrancando a Jaula”, Steven Wise discutiu os esforços de sua organização para mudar o status legal de animais não humanos de “coisas” para” pessoas “, garantindo-lhes direitos fundamentais como a integridade e liberdade corporal.

Wise é o diretor do Nonhuman Rights Project (NhRP), uma organização de direitos civis conhecida pelos seus processos de 2013 em defesa dos chimpanzés em tribunais estaduais de Nova York.

A SALDF realizou sua primeira Semana de Direitos Animais em 2015, em resposta ao constante aumento do interesse pela legislação animal. A Faculdade de Direito entrou pela primeira vez no campo com uma aula de direitos animais em 2000. Em 2015, a instituição adicionou um curso sobre legislação da vida selvagem e uma nova classe sobre leis relacionadas a animais explorados em fazendas iniciará no outono deste ano.

O Programa de Direito e Política Animal de Harvard foi criado em 2014 com o apoio de Bradley L. Goldberg, fundador e presidente do Animal Welfare Trust. O programa, sob a direção da professora Kristen Stilt, também diretor do Programa de Estudos Jurídicos Islâmicos, tem como objetivo estimular acadêmicos, estudantes, profissionais e formadores de decisão a promover o assunto, facilitar a pesquisa e desenvolver soluções estratégicas na área de direitos e política sobre animais.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

RECOMEÇO

FINAL FELIZ

CRUELDADE INTRÍNSECA

RECIFE (PE)

RECOMEÇO

CONSCIÊNCIA

DESAMPARO

COVARDIA

APOIO COLETIVO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>