CONTEÚDO ANDA

Pescadores matam golfinhos e responsabilizam animais por queda dos lucros

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Foto: ImageBROKER/REX/Shutterstock

Pescadores sicilianos começaram a usar espingardas submarinas e rifles para atirar em golfinhos e alegaram que a espécie protegida come peixes demais e destrói suas redes.

Eles realizaram uma greve de dois dias devido à “gula” dos golfinhos listrados e roazes, dizendo que os animais estão “arruinando seu sustento em torno das Ilhas Eolinas”.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

A Filicudi Wildlife Conservation estimou que existem aproximadamente 100 golfinhos na região. Os pescadores dizem que seus lucros caíram 70% em algumas áreas, segundo informações do Daily Mail.

Giovanni Basciano, vice-presidente de uma cooperativa de pesca local que representa 119 barcos de pesca, afirmou que eles têm pressionado por uma declaração de um estado de desastre natural e buscado uma compensação do governo.

Foto: Getty Images

Os pescadores tentaram justificar os assassinatos covardes dizendo que os golfinhos aprenderam a seguir seus barcos e atacar suas redes de peixes.

Ignazio Spataro reclamou que sua captura de diminuiu e que “costumava levar cinco quilos de peixe para casa”.
A batalha entre pescadores e golfinhos é particularmente feroz nas Ilhas Eolianas, um arquipélago de ilhas vulcânicas localizado na baía entre a Sicília e a Itália continental.

Foto: Getty Images

Entretanto, uma porta-voz da Filicudi Wildlife Conservation disse que o número de golfinhos não é maior do que era há 15 anos. Em maio, serão testados dispositivos para manter os golfinhos longe dos barcos dos pescadores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui