No Guarujá (SP), animais marinhos vítimas da interferência humana voltam para o mar


Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Instituto realizava monitoramento de praias | Foto: Divulgação/Prefeitura de Santos

Uma tartaruga-verde e três atobás-marrons que foram resgatados pelo Instituto Gremar durante um projeto de monitoramento, foram devolvidos ao seu habitat em uma praia do Guarujá, litoral de São Paulo.

Resgatados com sinais de afogamento, intoxicação e desnutrição durante o Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos, os animais foram curados e devolvidos a natureza pelo Instituto na Praia do Tombo, localizada em frente ao Núcleo de Informações e Educação Ambiental.  O projeto busca avaliar a interferência das atividades de produção e escoamento de petróleo sobre as aves, tartarugas e mamíferos marinhos.

No dia 28 de novembro, a tartaruga-verde estava encalhada na Praia das Astúrias, com sinais clínicos sugestivos de afogamento por interação com rede de pesca. Os três atobás, foram encontrados com sinais de intoxicação e desnutrição. Dois deles foram encontrados no Guarujá, na Praia do Iporanga e Prainha Branca e o outro em Bertioga.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

PRESERVAÇÃO

VAQUINHA ON-LINE

FINAL FELIZ

LEALDADE

COMPROMISSO

ESPECIAL

MAUS-TRATOS


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>