Cães e gatos podem ser registrados em cartório


Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Registro vale para todo território brasileiro

Com o objetivo de evitar sequestros e maus-tratos, um documento chamado “identipet” já pode ser emitido por tutores em cartórios de títulos e documentos de todo Brasil. O documento além de arquivar fotos do animal, terá informações e um termo de responsabilidade assinado pelo tutor. De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no ano de 2013 foram registrados 52 milhões de cães e 22 milhões de gatos nos lares brasileiros.

Integrante do grupo de proteção a animais, “Alegre Seu Lar”, Juliana Catarino afirma que a iniciativa busca ajudar a localizar o animal no caso de fuga ou sequestro: “O animal devidamente identificado estará mais protegido, pois sem registro ele fica vulnerável ao tempo e as pessoas”, afirmou.

Urânia Almeida, presidente da Associação Brasileira Protetora de Animais, seção Bahia, desaprova o projeto, pois acredita que trata o animal como propriedade: “A proposta ainda trata o animal como propriedade e que o ideal seria, que o tratasse como seres com direitos”, afirmou. Segundo ela a proposta é boa e que só precisa ser melhorada.

Já para a coordenadora do grupo “Espalhe Amor”, Júlia Egrer, o “identipet” deveria ser atrelado ao microchip: “O microchip para animais contém um código exclusivo e inalterável que transmite informações específicas, por isso seria bom que ele estivesse relacionado com o registro”, explicou. Julia ressaltou a importância desse tipo de identificações em épocas festivas: “Durante o Réveillon e São João é quando temos um maior número de fugas de animais, porque eles se assustam com os fogos de artifícios e fogem”, esclareceu.

Outro ponto importante, segundo a professora Célia Santana, que é responsável pela cadela Lila, é que o registro enfatiza a responsabilidade do tutor sobre o animal. Em casos de maus-tratos, será possível identificar o dono e aplicar-lhe as devidas punições.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

DESMATAMENTO

BARBÁRIE

PRESSÃO INTERNACIONAL

INVOLUÇÃO

UNIÃO

PREVENÇÃO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>