Mulher registra cadela pela primeira vez em cartório do RJ


Por Sophia Portes / Redação ANDA (Agência de Notícias de Direitos Animais)

Portal do Dog

Uma mulher registrou sua cadela Lola no 6º ofício, no centro da capital carioca, marcando a primeira vez em que um animal é registrado em cartório no Rio de Janeiro.

A tutora, Maria Theresa Macedo, de 52 anos, decidiu tomar a atitude para oficializar que a cadelinha está sob a sua guarda. Isso significa, que mesmo que ela um dia se case ou tenha uma união estável com alguém e venha a terminar, o registro faz com que não haja a possibilidade de divisão da custódia do animal.

O registro de animais foi criado por uma tabeliã e tutora de dois cães, Maria Andrade dos Santos. O processo consiste em um banco de dados com foto do animal, microchip, caso haja um, e dados do responsável. A decisão tem também a saúde pública como objetivo, pois em casos de maus-tratos é comprovado que o animal está sob a guarda de determinada pessoa.

 


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

ÓRFÃO

ARTIGO

DESACATO

GENTILEZA

DOR E SOFRIMENTO

EDUCAÇÃO

BENEFÍCIOS


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>