Secretaria de Saúde do Paraná pede que denunciem casos de violência contra macacos


Por Sophia Portes / Redação ANDA (Agência de Notícias de Direitos Animais)

Arquivo ANPr

O surto de febre amarela no Brasil está fazendo com que pessoas menos informadas matem macacos saudáveis por medo do risco de transmissão da doença aos seres humanos. A Secretaria Estadual de Saúde do Paraná lançou um alerta sobre a situação.

“Precisamos destacar que a febre amarela é transmitida apenas pela picada dos mosquitos – tanto nas pessoas, quanto nos macacos. Entretanto, por viverem em regiões de mata, os primatas costumam ser os primeiros infectados e, dessa maneira, assumem um papel importante de sentinelas, indicando a presença do vírus na região”, explica a superintendente de Vigilância em Saúde, Cleide de Oliveira ao jornal local Bonde.

Segundo a superintendente, a morte desses primatas devem sempre ser informadas à Secretaria da Saúde do município ou serviço de saúde, para que uma investigação seja feita sobre o caso. “Assim como o ser humano, eles também são vítimas. A identificação da doença nos macacos ajuda no desenvolvimento de estratégias para evitar a propagação da febre amarela no meio urbano. A população precisa saber disso, ficar atenta e sempre denunciar. A presença do animal morto deve sempre ser comunicada ao serviço de saúde mais próximo”, diz.

Além de informar aos serviços de saúde, é preciso denunciar casos de violência contra animais. O crime de maus-tratos a animais está previsto no Art. 32, da Lei Federal nº. 9.605, de 12.02.1998  da Lei de Crimes Ambientais e na Constituição Federal Brasileira, de 05 de outubro de 1988.

A denúncia pode ser feita em qualquer órgão de segurança pública, como guarda municipal, polícia militar ou polícia civil.

 


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

SOFRIMENTO

DIFICULDADES FINANCEIRAS

BELO HORIZONTE (MG)

COVARDIA

CRUELDADE

PROTEÇÃO ANIMAL

ALERTA

VITÓRIA

INVESTIGAÇÃO

FLÓRIDA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>