Cão que foi quase enterrado vivo é adotado Guarda Municipal, em SP


Por Sophia Portes / Redação ANDA (Agência de Notícias de Direitos Animais)

Cão que foi agredido agora é “mascote” da Guarda (Foto: Guarda Municipal/Divulgação)

Um cãozinho sem raça definida de São Manuel, em São Paulo, foi encontrado embrulhado em um pano dentro de um balde após ser espancado com um pedaço de madeira e quase ser enterrado vivo pelo próprio tutor. Ele agora vive uma vida feliz, após ser adotado pela Guarda Municipal, que o salvou.

Por conta de sua história os guardas apelidaram o cãozinho de Milagre, agora “mascote” da corporação. “Por tudo que aconteceu, o cara espancou ele com um pedaço de pau. Perto do que sofreu e vinha sofrendo foi um milagre ele ter sobrevivido. Agora todo mundo que vem aqui pergunta dele, quer saber como ele está”, conta o subcomandante da Guarda Wagner Augusto de Camargo ao G1.

A Guarda Municipal foi acionada por vizinhos do agressor e tutor do animal, que viram quando ele batia no cão dentro de casa. O animal, que estava quase morto, foi socorrido e levado ao veterinário. Deram água, comida e o mais importante de tudo: amor.

Milagre está recebendo atendimento veterinário intensivo, pois além das sequelas do espancamento, ele também está sofrendo de doença do carrapato.

Tutor agredia animal a pauladas (Foto: Guarda Municipal/Divulgação)

Segundo a Guarda, quando encontraram o animal ele estava embrulhado em um pano dentro de um balde, pronto para ser enterrado no quintal. Ainda de acordo com a Corporação, o suspeito, de 35 anos, disse que espancou o animal porque ele estava com carrapatos e com sarna, e por isso iria sacrificá-lo a pauladas. O criminoso foi encaminhado à delegacia e vai responder em liberdade por crime de maus-tratos.

Cão estava embrulhado dentro de balde, prestes a ser enterrado vivo, quando a Guarda o resgatou (Foto: Integração FM/Divulgação)

 


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

COMPANHIA

AGROPECUÁRIA

POVOS ORIGINÁRIOS

FINAL FELIZ

DOR E SOFRIMENTO

DESUMANIDADE

AGRESSÃO BRUTAL

INDÚSTRIA CRUEL


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>