Aquário de Vancouver anuncia fechamento de instalação de belugas


Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Foto: Thinkstock

Poucos meses depois de duas belugas – uma mãe e filha – terem morrido misteriosamente no Aquário de Vancouver (Canadá), a instalação anunciou que fechará sua exposição de belugas até 2029.

O aquário continuou a despertar discussões e enfrentou a oposição pública crescente ao longo dos anos devido ao cativeiro dos animais.

Seu maltrato contínuo de belugas e as tentativas contínuas de reproduzi-las fizeram com que o estabelecimento aparecesse na primeira lista anual dos 10 piores tanques para golfinhos e baleias na América do Norte.

O local foi tema do “Vancouver Aquarium Uncovered”, um documentário que expôs como o aquário engana o público sobre o que realmente faz.

Mais recentemente, Aurora e Qila, uma mãe e sua filha, morreram misteriosamente a poucos dias de intervalo em novembro, o que aumentou a pressão do público para fechar as exposições de cetáceos.

As mortes também resultaram em uma moção introduzida pelo Vancouver Park Board para apresentar a questão do cativeiro de cetáceos ao público para uma votação na próxima eleição cívica, embora isso tenha sido adiado.

Enquanto ainda há outros cetáceos no Aquário de Vancouver, o fim desse sofrimento deve ocorrer para as belugas. O aquário anunciou que fará mudanças significativas no recinto dos animais que terá algumas belugas não reprodutoras, que serão mantidas como parte de um programa expandido de pesquisas de mamíferos marinhos.

Porém, o fim do programa está previsto para 2029, de acordo com o Care2. Embora isso ainda esteja a alguns anos de distância, é um sinal promissor de que mais instalações como essa continuarão a acabar com suas exibições de cetáceos cativos. Esperemos que o Aquário de Vancouver liberte todos os animais na natureza e o público continue pressionando por uma proibição que o impeça de explorá-los.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

SOFRIMENTO

DIFICULDADES FINANCEIRAS

BELO HORIZONTE (MG)

COVARDIA

CRUELDADE

PROTEÇÃO ANIMAL

ALERTA

VITÓRIA

INVESTIGAÇÃO

FLÓRIDA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>