Início Destaques Tortura de vacas e ovelhas a caminho de matadouros denuncia brutalidade da...

Tortura de vacas e ovelhas a caminho de matadouros denuncia brutalidade da indústria da carne

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Foto: Animals International

Os animais exportados ainda vivos de países da União Europeia (EU) estão sendo rotineiramente submetidos a abusos, a terríveis condições de transporte e de morte, segundo uma investigação.

Dezenas de vídeos secretos e fotografias obtidas pela reportagem mostram vacas e ovelhas vivas originárias de países da UE sendo espancadas, eletrocutadas com varas elétricas, mantidas por dias em recintos superlotados e cobertas da cabeça aos pés por fezes à medida que são transportadas da Europa para seus destinos finais na Turquia e do Oriente Médio.

No destino, pelo menos alguns dos animais são assassinados em condições terríveis. A filmagem mostra vacas e ovelhas da França, da Romênia e da Lituânia chutando e se agitando violentamente enquanto suas gargantas são dilaceradas de forma brutal, muitas vezes em mercados de rua lotados e em matadouros em estado degradável.

As filmagens foram realizadas durante oito meses por ativistas da organização australiana Animal International, que trabalhou na Croácia e em seis países do Oriente Médio para acompanhar os animais desde sua partida dos portos europeus até o destino.
As provas recolhidas revelam claras violações de diversas leis europeias em quase todos os países visitados pelos ativistas.

Em um porto da EU, na Croácia, o vídeo mostra animais de pelo menos cinco países europeus, incluindo a Alemanha, a Hungria, a Romênia, a Polônia e a Eslovênia, esperando para ser colocados em um navio que se dirigia a Beirute.

Vacas e ovelhas são chutadas, espancadas e eletrocutadas no ânus enquanto são forçadas a entrar no navio. É possível ver uma ovelha sendo apanhada por um manipulador de animais e jogada no barco. As vacas deslizam para trás enquanto tentam escalar as rampas íngremes da embarcação.

Foto: Animals International

Em um porto na Turquia, imagens mostram vacas sendo descarregadas de um navio que chegou da Irlanda após uma viagem de quase duas semanas. Elas estão cobertas por fezes da viagem e são amontoadas em um caminhão pequeno para serem transportadas ao longo do próximo trecho da viagem. Na Palestina, as vacas romenas que desembarcam na traseira de um caminhão superlotado são lançadas violentamente contra as grades, causando uma angústia clara nos animais.

As cenas mostram casos repetidos de animais sendo brutalmente mortos em vários países. Em um mercado de rua na Jordânia, o sangue de uma ovelha romena se espalha depois que sua garganta é cortada. Em um matadouro na Turquia, vacas francesas são penduradas pela perna, chutam e se contorcem violentamente conforme suas gargantas são repetidamente cortadas.

Uma investigação da Animals Australia de 2011 mostrou o mau tratamento dos animais exportados para a Indonésia. Depois de um protesto público, uma proibição foi introduzida temporariamente e novos regulamentos foram impostos.

Foto: Animals International

As exportações de vacas da UE para o Oriente Médio têm crescido rapidamente nos últimos dois anos e dobraram desde 2014 para 650 mil no ano passado. Já as exportações de ovelhas aumentaram em um quarto para 2,5 milhões, principalmente para a Líbia, o Líbano e a Jordânia.

Grupos de defesa dos direitos animais, incluindo Animal Welfare Foundation (AWF) e a Tierschutzbund Zürich, acreditam que razões financeiras levam muitas empresas de exportação e transporte a violarem os regulamentos europeus, reduzindo custos e encargos administrativos. Consequentemente, as empresas são encorajadas a atuar nos Estados-Membros com uma aplicação mais fraca da legislação da UE.

Sirpa Pietikäinen, deputada finlandesa e presidente do Intergrupo do Parlamento Europeu para o Bem-Estar e a Conservação dos Animais, afirmou: “Estas revelações chocantes devem constituir a última fronteira para que a Comissão Europeia leve isto a sério. Precisamos da estratégia da UE nesta questão. Uma melhor aplicação da lei com o objetivo de acabar com o transporte de animais vivos para serem mortos em outros países”.

O Eurogroup for Animals, o grupo de proteção das organizações de defesa dos animais, reuniu mais de 700 mil assinaturas, instando a UE a acabar com o transporte de animais vivos.

A Comissão Europeia falhou em responder os grupos de defesa dos direitos animais em relação ao transporte de animais vivos. Em 2016, o Tierschutzbund Zürich, AWF e o Eyes on Animals apresentaram à comissão um relatório de mil páginas detalhando centenas de casos de tratamento brutal de animais transportados por terra entre a Europa e a Turquia nos meses de verão.

As ONGs alegam que a comissão ignorou todos os seus pedidos, incluindo um apelo para impedir o transporte de animais vivos para a Turquia nos meses mais quentes do verão.

Foto: Animals International

Iris Baumgärtner, gerente de projetos da AWF, disse: “Embora a comissão e os Estados membros estejam bem informados desde 2010 sobre o sofrimento dos animais transportados para a Turquia, a situação permanece inalterada e o número de animais exportados está aumentando. A comissão e os Estados membros estão ignorando os pontos fundamentais de suas próprias regulamentações”.

Os governos da Irlanda, França, Alemanha, Roménia, Hungria, Lituânia e Polônia não responderam aos pedidos de comentários do The Guardian.

O Ministério da Agricultura da Croácia disse que “não viu nenhuma verdade nas acusações e que os procedimentos e controles necessários, em conformidade com o regulamento da UE, são implementados para garantir o bem-estar dos animais”.

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui