Cão dá lição de vida após ser baleado e ter perna amputada


Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Foto: Love-A-Stray Dog Division Non-Profit Rescue

Gibson foi encontrado na esquina de uma rua, ferido e sofrendo. Estava extremamente magro e, além disso, tinha sido baleado em uma de suas pernas dianteiras. O pobre cão claramente precisava de ajuda e o mais rápido possível.

O Cleveland Animal Control, nos EUA, respondeu à chamada sobre Gibson e procurou centros de resgate para tentar encontrar uma organização que pudesse acolhê-lo – já que estava claro que ele provavelmente não sobreviveria em um grande abrigo.

A Love-A-Stray Dog Division Non-Profit Rescue soube sobre o cão de dois anos e imediatamente concordou em levá-lo e pagar todas as suas despesas médicas.

Foto: Love-A-Stray Dog Division Non-Profit Rescue

Depois de examiná-lo, os veterinários determinaram que Gibson precisaria ter a perna amputada, pois muitos danos ocorreram quando ele foi baleado. Ninguém tem certeza de como o doce cãozinho foi baleado, mas Gibson lidou com seus ferimentos com uma atitude exemplar, apesar da imensa dor que sentia.

“Ele é fantástico com todas as pessoas que conhece. É um cão muito doce!”, disse Connie Field, do Love-A-Stray.

Não muito tempo depois de chegar ao centro de resgate, Gibson teve a perna amputada. A equipe não tinha certeza de como ele reagiria ao acordar e de repente perceber que tinha apenas três pernas, mas a mudança não pareceu incomodá-lo de maneira alguma.

Foto: Love-A-Stray Dog Division Non-Profit Rescue

“Ele estava com tanta dor, com o osso quebrado do tiro, realmente parecia aliviado uma vez que sua perna foi removida e ele sentia dor”, relatou Field.

Pouco depois da cirurgia, Gibson começou a terapia no Up & Running Canine Rehabilitation em Avon Lake, Ohio para ajudá-lo a se adaptar à vida com apenas três pernas, segundo o The Dodo.

Foto: Love-A-Stray Dog Division Non-Profit Rescue

Até agora ele tem sido excelente em cada terapia que tentou, incluindo a terapia de equilíbrio, terapia aquática e de laser.

Gibson está melhorando e ficando mais forte a cada dia e a expectativa do centro é que, no início de março, ele estará finalmente pronto para começar a procurar um lar definitivo. “Ele está sendo incrível. Os cães são tão resilientes”, concluiu Field.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

AVANÇO

HOMENAGEM

ESCRAVIDÃO

DADOS ALARMANTES

MAUS-TRATOS

DESMONTE AMBIENTAL

ZOOFILIA

RÚSSIA

FINAL FELIZ

CRUELDADE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>