Rússia voltará a enviar macacos ao espaço


Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

A prática de envio de animais de médio e grande porte para o espaço havia sido suspensa em 1996. Nos últimos anos as naves russas preferiram transportaram ratos em testes por seu genoma ser muito parecido com o do ser humano. Mas na última quinta-feira, o país parece ter voltado atrás e anunciou o envio de um macaco a Marte em sua próxima expedição. Ao longo dos anos vários símios viajaram para o planeta vermelho. Os primeiros foram Abrek e Bion, em 1983.

Foto: Reprodução/ Uol

Para a viagem, o animal terá que ser submetido a testes de falta de gravidade e radiação cósmica.

Foto: Reprodução/ Uol

O primeiro organismo vivo enviado ao espaço foi um inseto. Os Estados Unidos lançaram dentro de uma cápsula algumas moscas-das-frutas juntamente com um pouco de algodão e algumas sementes de centeio. O objetivo era estudar os efeitos da radiação em plantas e animais. As mocas teriam voltado com vida.

Foto: Reprodução/ Internet

Apesar de os animais enviados ao espaço serem considerados por muitos como desbravadores, eles não fizeram a opção de doar sua vida às pesquisas científicas, como já foi dito aqui no site da ANDA. A probabilidade de morrerem nessas longas jornadas ou passarem o resto da vida confinados em laboratórios é muito maior do que aterrissarem no solo e voltarem a ter uma vida normal.

Relembre aqui outros casos de envio de animais ao espaço envolvendo a Rússia e mais países.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

DOR E SOFRIMENTO

DESUMANIDADE

AGRESSÃO BRUTAL

INDÚSTRIA CRUEL

ECONOMIA

AMEAÇA DE EXTINÇÃO

ACIDENTE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>