portugal

Casal que perdeu a casa se recusa a viver em abrigo para não abandonar seus cães

Domingos Silva e Maria Dalila vivem num carro há três meses. Por causa de uma dívida de 25 mil euros, o casal perdeu a casa onde morava, uma enorme vivenda em Esmoriz, Ovar, Portugal, e foi viver para a rua com os seus três cães.

Atualmente, Domingos, de 57 anos, e Dalila, de 62, estacionaram o carro num terreno baldio em Espinho. É aqui que vivem há três meses.

“Veio o agente de execução e tirou-nos a casa. Deram-nos dois minutos para apanhar um braçado de roupa e meia dúzia de coisas e viemos para a rua”, contou ao CM Domingos.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

“Temos uma casa que está arrendada, mas os inquilinos não nos pagam há seis meses. Não faz sentido que os senhorios vivam na rua”, acrescenta.

Teresa Azevedo e Filipe Gonçalves, advogados, não conseguiram ficar indiferentes ao caso e assumiram as despesas judiciais com o processo de despejo. “Como ser humano, ajudei este casal com a alimentação. Quando soube que tinham uma casa arrendada com rendas em atraso, decidi ajudar como advogada”, explica Teresa.

Domingos e Dalila têm dois filhos. O mais novo, de 34 anos, vivia com eles e foi alojado provisoriamente numa instituição.

O mais velho cortou relações com os pais e quem os apoia. As câmaras de Ovar e Espinho acionaram os serviços sociais.

No entanto, Domingos e Dalila apenas aceitam a ajuda alimentar. Há alojamento social disponível mas teriam de abandonar os cães. Por isso, preferem continuar a dividir o carro com os fiéis amigos.

*Esta notícia foi escrita, originalmente, em português europeu e foi mantida em seus padrões linguísticos e ortográficos, em respeito a nossos leitores.

Fonte: Tuga Press

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui