Estudante vegano faz voto de silêncio para promover direitos animais


Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Foto: Guy Harper

Um estudante universitário dedicado aos direitos animais se comprometeu a ficar completamente em silêncio durante todo o mês de fevereiro com o objetivo de “ficar sem voz em nome das vítimas sem voz de nosso planeta – os animais”.

O graduando da universidade de Cardiff, Guy Harper, decidiu ficar mudo por 28 dias para arrecadar dinheiro para a Viva! – uma instituição de caridade que tenta acabar com o sofrimento dos animais, incentivando as pessoas a se tornarem veganas. “Não levamos a sério o sofrimento dos animais porque eles não têm voz”, disse Harper, de 20 anos.

“Eu me tornei vegano há apenas cerca de quatro meses, mas foi um pouco como uma revelação. Não precisamos matar e comer produtos de origem animal para sermos saudáveis, é quase o oposto. Se não precisamos deles para a nossa saúde, por que iríamos obrigá-los a sentir tanta dor e ter uma morte prematura?”, questionou.

Harper também espera aumentar a conscientização sobre a natureza prejudicial das indústrias de laticínios e carnes, que ele acredita que deixarão problemas preocupantes para a próxima geração.

“É importante que as pessoas descubram as verdades sobre de onde a comida vem, do que ela depende e o impacto que possui sobre o meio ambiente e seus corpos. Quando as pessoas souberem a verdade sobre como os animais são tratados, a maioria ficará horrorizada”, acrescentou.

No entanto, o estudante admite que a campanha já lançou alguns desafios significativos – incluindo uma situação em que ele se viu perdido em uma montanha.

Foto: Guy Harper

“Espero escalar três dos picos mais altos de Gales neste mês e, ao descer da montanha de Pen y Fan, fiquei muito perdido. Tive que correr para alguns caminhantes porque eu não podia gritar por sua atenção e tentar explicar o que estava errado sem voz”, contou.

“Tinha alguns cartões de visita comigo que explicavam por que eu não estava falando, mas eles inicialmente pensaram que eu estava apenas pedindo-lhes doações. Eu tinha que ficar apontando para um mapa amassado e fazendo mímica. Acho que pensaram que eu estava um pouco louco, mas uma vez que entenderam, viram o quão longe da rota eu estava!”, completou.

Harper diz que seu trabalho na universidade não foi afetado por seu mutismo e que seus amigos o ajudaram a superar problemas no dia-a-dia. Enquanto Harper esperava que a campanha arrecadasse £ 1.000 para a Viva!, as pessoas já doaram mais de £ 750.

O estudante de política e relações internacionais disse que sua inspiração para o desafio veio do ativista australiano James Aspey, que ficou completamente calado por um ano inteiro para aumentar a conscientização sobre os animais e “promover a paz sobre a violência”. “James me enviou uma mensagem de encorajamento no Instagram, é tão legal”, disse Harper.

Juliet Gellatley, fundadora e diretora do Viva !, classificou a campanha de Guy como “extraordinária”, segundo o Huffington Post.

“É uma maneira altruísta de apoiar nossa luta implacável por animais explorados em fazendas. Isso ajudará a chamar a atenção para as atrocidades das fazendas industriais e falar por aqueles que não podem. Com a ajuda de apoiantes inspiradores como Guy, a Viva! irá continuar a mudar corações e mentes e acelerar a revolução vegana que está ocorrendo”, declarou.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

ÓRFÃO

ARTIGO

DESACATO

GENTILEZA

DOR E SOFRIMENTO

EDUCAÇÃO

BENEFÍCIOS


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>