Documentário retrata o papel do veganismo na prevenção de doenças


Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Foto; Huffington Post

O documentário “Eating You Alive” discute as causas e a prevenção de doenças crônicas ao adotar o veganismo. Com a ajuda de alguns médicos especialistas e pesquisadores, o filme revela as verdadeiras razões por que a maioria dos americanos fica doente e mostra que isso pode ser evitado com alimentos integrais e uma nutrição baseada em vegetais.

Além de não contribuir com a exploração e o assassinato de bilhões de animais em todo o mundo, o veganismo é extremamente benéfico ao nosso bem-estar.

Condições de saúde crônicas como câncer, doenças cardíacas, obesidade, hipertensão, Alzheimer, acidente vascular cerebral, diabetes, artrite e disfunção erétil são comuns entre metade dos adultos nos EUA. Diversos estudos médicos e tecnologias inovadoras, incluindo os medicamentos mais recentes, não são eficazes e o número de pessoas que morrem devido a essas enfermidades crônicas tem aumentado.

Por isso, a equipe de “Eating You Alive” viajou para vários lugares e entrevistou muitas pessoas, desde chefs de Hollywood até blogueiros, para produzir um filme que inspire o público a comer alimentos à base de vegetais. Assim como “Eating You Alive”, existem outros documentários que se concentram nos benefícios de uma dieta vegetal. O documentário e a revista “Forks Over Knives” mostram que os vegetais podem ajudar a eliminar ou controlar doenças como câncer e diabetes.

Em seu site, o Forks Over Knives diz: “Uma dieta vegetal é centrada em vegetais inteiros, não refinados ou minimamente refinados. É focada em frutas, legumes, tubérculos, grãos integrais e leguminosas; exclui carnes (incluindo frango e peixe), produtos lácteos e ovos”.

A alimentação vegana também reduziria os assassinatos brutais de 20 mil animais por minuto apenas nos Estados Unidos.

Os vegetais são os alimentos mais densos em nutrientes. Eles contêm micronutrientes como vitaminas, minerais, fitoquímicos e antioxidantes. Uma alimentação vegana pode prevenir e também reverter uma série de doenças, além de contribuir para a menor quantidade de danos ambientais do que outras dietas, diminuindo a pegada de carbono de uma pessoa em 55%, informou o Foos 4 Better Health.

“Se metade do país comesse uma única porção a mais de frutas e vegetais, poderíamos evitar 20 mil mortes de câncer por ano. A alimentação vegetal é mais poderosa do que qualquer coisa que temos na medicina quando se trata de doenças crônicas (estilo de vida)”, apontou Michael Greger, autor de “How Not to Die” (Como não morrer).


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

CRUELDADE

TECNOLOGIA

DESUMANIDADE

ACOLHIMENTO

EFICIÊNCIA

VIDAS PERDIDAS

DEDICAÇÃO

SOFRIMENTO EMOCIONAL

DOÇURA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>