Animais selvagens são assediados por robôs e perdem a privacidade por causa de série de TV


Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Foto: Reprodução, Terra Mundi

Como se os animais não tivessem problemas suficientes, agora eles têm sido ainda mais atormentados devido a uma nova minissérie de cinco episódios chamada “Nature” na qual uma variedade de animais robóticos com câmeras é colocada entre famílias animais da vida real para filmar seus momentos mais íntimos.

A série parece dizer: “Enganamos estes animais bobos que acreditam que este robô é realmente um dos seus próprios. Veja como usamos esse dispositivo que eles aceitaram em suas casas para espioná-los”.

Imagine isso. Você está vivendo a sua vida e, em todos os momentos, há algum tipo de tecnologia escondida acompanhando cada movimento seu. Como seres humanos, não gostaríamos disso, não é?

Claro que não. Mas, por alguma razão, é permitido sujeitar animais desavisados a este tipo de vigilância. Para piorar, nos regozijamos sobre como somos espertos por enganá-los.

“Nature” – que possui o subtítulo de “Spy in the Wild” – será transmitida nas próximas semanas e utilizou 30 robôs implantados em lugares tão distantes como África, Índia, Antártica e no Oeste americano infiltrados em vários grupos animais.

Os animais incluem crocodilos do Nilo, elefantes africanos e cães selvagens, orangotangos do sudeste asiático, macacos langur indianos, cães de pradaria americana, pinguins Adélie antárticos e muitos outros.

Entre os robôs espiões  estão um bebê langur, filhotes de crocodilo e um cachorrinho selvagem – todos concebidos para explorar o alto grau de amor materno das fêmeas destas espécies. Outros espiões são uma tartaruga e uma cobra.

O show racionaliza essas intrusões como se estivesse ajudando no avanço da ciência. “O que [os robôs] descobrem irá mudar a nossa percepção dos animais para sempre. Talvez os animais que os robôs estão espionando sejam mais do que jamais acreditamos ser possível”, diz um narrador no início do episódio de estreia.

É vergonhoso que os seres humanos assediem animais para aprender sobre eles – atirando dardos tranquilizante, usando coleiras volumosas em torno de seus pescoços e tags, enviando câmeras disfarçadas como filhotes e outros meios tortuosos, reportou o MediaPost.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

ÓRFÃO

TRATAMENTO

PROTEÇÃO ANIMAL

CRUELDADE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>