PLANETA ANIMAL - RICARDO LUIZ CAPUANO

Veganismo em toda parte

Não é difícil de perceber que o tema “Veganismo” e seus desdobramentos: vegetarianismo, libertação e direitos dos animais, estão ganhando cada vez mais espaço na mídia. Isso nada mais é...

69

11/01/2017 às 14:00
Por Redação

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

“Nada beneficiará tanto a saúde humana e aumentará as chances de sobrevivência da vida na terra quanto a evolução para uma dieta vegetariana. A ordem de vida vegetariana, por seus efeitos físicos, influenciará o temperamento dos homens de uma tal maneira que melhorará em muito o destino da humanidade”.- Albert Einstein

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

“A marcha da evolução acolhe a todos e se há uma escada, todos os seus degraus são igualmente necessários.“ – Mestre Arhapiagha –

veganismo-em-toda-parte3

Não é difícil de perceber que o tema “Veganismo” e seus desdobramentos: vegetarianismo, libertação e direitos dos animais, estão ganhando cada vez mais espaço na mídia. Isso nada mais é que o reflexo de uma mudança de pensamento que vem abrangendo as consciências humanas.

Se você acredita em religião ou não, na verdade em relação a esse assunto não importa, pois sendo ação de uma “pressão evolucionista Darwiana” ou fruto da “influência de guias e Espíritos mais evoluídos” o fato irrefutável é que cada vez mais os humanos estão se preocupando com os animais e percebendo que a maneira como nos relacionamos com eles está muito errada.

Em vários locais de nosso planeta estão aparecendo consciências que vem acordando para a realidade abusiva, se não dizer horripilante, que o homem trata as outras espécies. A historia está cheia de caso como esse, onde aparecem seres que despertam para uma nova realidade evolucionista trabalhando com as mesmas ideias sem se conhecerem e sem conhecer o trabalho um do outro.

Foi assim com a aeronáutica onde em vários locais do mundo apareceram experimentos sobre aviação, praticamente na mesma época e sem que os pesquisadores tivessem contatos entre si. Ainda hoje mais de uma nação reivindica ser a pátria dos criadores do avião, o mesmo se deu com o radio e outras invenções.

Como exemplos citamos a reportagem intitulada “Partos Gemelares da Ciência” da revista “Super Interessante”:

“Sabia que Alexander Graham Bell e Elisa Gray apresentaram o pedido de registo da patente do telefone no mesmo dia? E que a Teoria da Evolução foi desenvolvida simultânea e independentemente por Charles Darwin e Alfred Russel Wallace? Isto só para referir duas coisas muito conhecidas. Mas, se escavarmos na história da ciência, sobre coisas que nem sabemos bem o que são, é um espanto! A Geometria Hiperbólica (!) foi desenvolvida ao mesmo tempo e separadamente pelo matemático húngaro János Bolyai e pelo russo NickolaiLobachevsky; a fita de Möbius, do matemático alemão August Möbius, foi criada ao mesmo tempo por ele e por outro alemão, Johann Benedict Listing; a descoberta do processo electrolítico de refinar o alumínio foi feita simultaneamente pelo americano Charles Martin Hall e pelo francês Paul Héroult;”

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Quanto as manifestações espiritas se deu o mesmo, em vários locais do mundo se apresentaram espíritos, quase simultaneamente e sem que um médium tivesse contato com os outros. Mesmo hoje em dia. muitos cientistas descobrem a mesma coisa, sem nem imaginarem que outros estão chegando às mesmas conclusões em locais distantes.

E em relação aos animais não é diferente O fato de que animais em locais diferentes começam a agir de maneira semelhante, por vezes aprendendo coisas quase simultaneamente é muito comum.

Um dos casos mais conhecidos se refere a observações científicas sobre colônias de macacos no Japão

Ao longo da costa do Japão, os cientistas estudaram colônias de macacos habitantes de ilhas isoladas, há mais de trinta anos. Para poder manter o registro dos macacos, eles colocavam batatas doces na praia, para que os animas as comessem. Os macacos saíam das árvores para pegar as batatas e, assim, expunham-se a ser observados com total visibilidade. Um dia, uma macaca de 18 meses chamada Imo começou a lavar a sua batata no mar, antes de comê-la. Podemos imaginar que seu sabor tornava-se assim mais agradável, pois o tubérculo estava livre da areia e do cascalho e, talvez, ligeiramente salgada.

Imo mostrou aos outros macacos de sua idade e à sua mãe como fazer aquilo; os animais jovens mostraram às próprias mães e, aos poucos, mais e mais macacos passaram a lavar as batatas em vez de comê-las com areia e tudo.

Um dia, os observadores perceberam que todos os macacos de determinada ilha lavavam suas batatas doces. Embora isso fosse significativo, o que foi ainda mais fascinante de registrar foi que, quando essa mudança aconteceu, o comportamento dos animais nas outras ilhas também mudou: todos eles agora lavavam suas batatas, e isso apesar do fato de que as colônias de macacos das outras ilhas não tinham tido contato direto com a primeira.

“Sabe-se agora que muitos Espíritos desencarnados têm por missão velar  pelos encarnados, dos quais se constituem protetores e guias; que os envolvem nos seus eflúvios fluídicos; que o homem age muitas vezes de modo inconsciente, sob a ação desses eflúvios..” – A Gênese – Allan Kardec.

veganismo-em-toda-parte

Foto: Divulgação

Imaginar que em situações como essa, o que ocorre é que em vários locais existe uma influencia espiritual que cria condições favoráveis para aquele aprendizado é muito coerente, mas para os cientistas existe uma explicação diferente.

Esse experimento deu a base para uma nova teoria de como os seres vivos aprendem as coisas. A hipótese de “Campo Mórfico”: quando um comportamento é repetido número suficiente de vezes, forma “campo morfogenético (ou seja, formador de formas)”. Esse campo tem uma espécie de memória cumulativa baseada no que aconteceu com aquela espécie no passado. Todos os membros dessa espécie (não só os organismos vivos, mas também moléculas de proteína, cristais e até mesmo átomos) se sintonizam com o seu campo mórfico particular, que atravessa o espaço e o tempo num processo chamado de “ressonância mórfica”. Isso explicaria os movimentos de peixes em cardumes, aves em um bando e até as “modas” que dominam a humanidade.

“Cada espécie que participa na composição do reino animal constitui-se um “todo vivo”, governado por um centro de consciência instintiva… O ‘psiquismo diretor’ responsável pelas criações e transformações ocorridas neste reino, bem como orienta a sua transposição para outro reino mais evoluído.” Ramatís

Independente no que cada um acredita “seja em força evolutiva natural, Espíritos guias ou campo mórfico”, a mudança de pensamento em relação aos animais vem se espalhando e a evolução humana, principalmente em relação aos aspectos morais está intimamente ligada a ela.

Torna-se impossível imaginar uma evolução humana sem que haja uma maior tomada de consciência, sem que o homem repense e assuma sua real posição em relação ao mundo, à natureza e às outras espécies. Evolução sem aumento de consciência não existe. Amadurecimento sem encarar a realidade, procurando se manter na ilusão que não fazemos parte da matança de milhões de seres vivos de outras espécies, é hipocrisia.

Se a evolução é o único caminho do homem (e de tudo), tanto para a ciência quanto para a religião, e essa evolução só é possível com conhecimento e amadurecimento moral.

“TEMPOS SÃO CHEGADOS EM QUE NÃO SERÁ MAIS POSSIVEL SE JUSTIFICAR AS ATROCIDADES HUMANAS EM RELAÇÃO ÀS OUTRAS ESPÉCIES NA IGNORANCIA DA MASSA POPULAR”

(Se a macaca “Imo” conseguiu ensinar seus irmãos de espécie a mudarem seus hábitos para uma vida mais saudável e feliz, não é possível que nós humanos, que nos autovalorizamos tanto, não sejamos capazes de mudar nossos hábitos para obter uma vida moralmente melhor!!)

“Busquemos reconhecer a infinidade de laços que nos unem nos valores gradativo da evolução e ergamos em nosso íntimo o santuário eterno da fraternidade universal”. – Emmanuel.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.