CONTEÚDO ANDA

Extrema negligência: polícia encontra corpos de gatos mumificados

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Foto; PAWS

Dezesseis gatos foram resgatados de uma residência na Flórida (EUA) em um caso que deixou as autoridades horrorizadas ao encontrarem também os restos mumificados de 16 outros gatos em meio à imundície.

Os gatos mortos, que aparentemente tinham sido forçados a morar em uma sala da casa, tinham morrido há tanto tempo que sequer estavam reconhecíveis entre o lixo, disseram as autoridades.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

“Nós pensamos, ‘Oh, é apenas lixo e fezes. Em uma inspeção mais cuidadosa, foram encontrados ossos e um corpo'”, disse Mark Sabart, investigador de crueldade animal da Panhandle Animal Welfare Society (PAWS).

“Fiquei coberto com a quantidade de animais que exumamos”, acrescentou. As autoridades souberam sobre as condições da residência quando um de seus moradores chamou agentes da lei para dizer que havia encontrado sua esposa morta em um sofá.

Ele afirmou que esperara para ligar até que pudesse limpá-la e movê-la para a frente da casa. O delegado do Okaloosa County Sheriff’s Office, que respondeu à chamada, observou que havia um cheiro forte da amônia e de fezes de animais emaranhadas ao assoalho. Ele notificou agentes de controle de animais que não conseguiram falar com ninguém no local.

Enquanto caminhavam pela residência, os policiais encontraram 16 gatos na cozinha, que haviam sido limpos recentemente, mas ainda estavam com fezes.

Foto; PAWS

Eles também abriram uma entrada para a sala e o proprietário da casa disse havia estado lá “há algum tempo” e não sabia como os gatos tinham entrado ali.

Cinco gatos foram encontrados sob um sofá e seus restos misturados estavam em forma de um quadrado. “Dois deles estavam com as cabeças encostadas como se estivessem apenas se encolhendo antes de morrerem. Isso não é como nada que você já viu antes”, disse o oficial de controle de animais K. Schoeneman.

Embora o residente questionado pelas autoridades disse que morava em outro local na propriedade, sua esposa, sua filha e seu parceiro moravam na casa.

Robert Herbstreith, que acompanhou os agentes de controle de animais, disse ao homem que a casa não era adequada para habitação. O homem lhe disse que precisava de uma semana para limpar a residência.

Os gatos sobreviventes, que aparentemente tinham sido confinados na área da cozinha, eram amigáveis e tinham uma saúde razoável, porém todos estavam abaixo do peso.

O homem entregou os gatos para a PAWS, embora ele tenha se recusado a entregar dois cães que também foram encontrados no local. O Controle de Animais planeja recorrer aos tribunais para obter a custódia dos cães.

Foto; PAWS

Todos os residentes da casa podem ser acusados criminalmente, de acordo com funcionários da PAWS, que estão construindo um caso contra os criminosos.

Os gatos, todos com resultados negativos para a AIDS felina e leucemia, são doces e amigáveis, disseram os oficiais. Uma vez que forem clinicamente limpos, todos estarão disponíveis para adoção. Apenas uma parece estar grávida, embora nenhum tenha sido castrado.

“Acho que eles ficaram felizes em sair de lá. Devido ao modo como viveram, merecem ter uma chance de ter um lar real”, disse Mary Rudder, chefe de controle de animais e adoção da PAWS.

Os gatos sobreviventes – sedentos, famintos e sujos – ficaram se chocando contra as laterais de suas gaiolas na PAWs, chorando para receber atenção.

“Pobres bebês. Nem consigo imaginar o quanto os outros devem ter sofrido, sem comida ou água”, disse Vicky Morris, supervisora da clínica da Panhandle Animal Welfare Society.

Morris disse que o resgate resultou em um tributo aos oficiais que lidaram com o caso. “Eu podia ver que eles estavam emocionalmente exaustos. Eu disse a eles: ‘Vocês salvaram 16 gatos e dois cães”, contou, segundo o NWF Daily News.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui