CONTEÚDO ANDA

Estudo sobre baleias-jubarte contribui com esforços de proteção da espécie

Cientistas publicaram um dos maiores estudos genéticos já realizados sobre baleias-jubarte (Megaptera novaeangliae) com o objetivo de esclarecer as decisões no Hemisfério Sul e apoiar os apelos para proteger as...

54

11/01/2017 às 20:00
Por Redação

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Foto: Tim Collins

Foto: Tim Collins

Cientistas publicaram um dos maiores estudos genéticos já realizados sobre baleias-jubarte (Megaptera novaeangliae) com o objetivo de esclarecer as decisões no Hemisfério Sul e apoiar os apelos para proteger as populações únicas e ameaçadas da espécie segundo a WCS (Wildlife Conservation Society) American Museum of Natural History, Universidade de Columbia e outras organizações.

Usando dados gerados a partir de mais de três mil baleias que moram desde o Atlântico Sul até os Oceanos Índicos, a equipe de pesquisa descobriu graus previamente desconhecidos da relação entre diferentes populações de baleias.

O estudo também ajudará a informar as reavaliações de conservação em curso das populações de baleias-jubarte e reafirma a natureza altamente distinta de uma pequena população não migratória de baleias-jubarte que vive no Mar Arábico e necessita de proteção contínua.

O estudo intitulado “Vários processos constroem a estrutura genética de populações de baleias-jubarte (Megaptera novaeangliae) em escalas espaciais” foi publicado na revista Molecular Ecology.

“Comparando o DNA de milhares de baleias no Hemisfério Sul, podemos começar a responder perguntas sobre os movimentos desses animais e como diferentes populações estão relacionadas. Os dados genéticos fornecem informações únicas necessárias para a gestão e conservação eficaz das espécies”, disse a autora principal do estudo, Francine Kershaw, anteriormente da Universidade de Columbia e agora do Natural Resources Defense Council.

Os resultados do estudo ajudam a avaliar a validade das atuais definições de unidades populacionais de reprodução utilizadas pela Comissão Baleeira Internacional para formular decisões e recomendações de gestão eficazes.

Mais recentemente, eles têm sido usados para demonstrar como identificar melhor as áreas importantes de mamíferos marinhos que precisam de proteção, uma iniciativa liderada pela UICN (União Internacional para a Conservação da Natureza).

Os autores apontam que as descobertas endossam observações anteriores de que baleias machos se deslocam entre populações de diferentes bacias oceânicas e que subpopulações de ambas as regiões podem compartilhar o mesmo alimento nas águas antárticas.

Além disso, as conclusões do novo estudo confirmam a natureza única das baleias-jubarte do Mar Arábico, que recentemente foram listadas como “Ameaçadas de extinção” sob a Lei de Espécies Ameaçadas dos EUA.

Os autores recomendam que a pequena população com menos de 200 baleias seja uma prioridade de conservação. De acordo com as listas revisadas, todas as populações de baleias-jubarte, com exceção de quatro, estão se recuperando, segundo informações do Science Daily.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.