Estudo analisa semelhanças entre zoológicos e prisões


Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Foto; alemaner, Flickr

Ativistas pelos direitos animais muitas vezes comparam a exploração humana e animal e elas tem muitas semelhanças.

Um estudo publicado no Faunalytics fornece uma perspectiva filosófica sobre a relação entre zoológicos e prisões. A autora Kelly Struthers examina o que chama de “linguagem da desumanização” e seu uso para “afirmar a diferença entre espécies”.

Ela analisa a história dos jardins zoológicos e a maneira como eles foram implantados em projetos imperiais, racializados e soberanos de dominação e descreve como, em vários momentos da história, animais não humanos e humanos foram exibidos nos zoológicos e circos das potências imperiais.

Zoos são sistemas autoritários e surpreendentemente semelhantes ao modo como as prisões são estruturadas.Da mesma forma, os zoológicos sublinham a imaginária superioridade humana e propagam a ideia de que a vida selvagem é perigosa e deve ser contida de uma forma “segura” para os seres humanos consumirem. Passeios pela prisão “ensinam aos visitantes que os prisioneiros são perigosos e precisam de contenção”.

Ao estabelecer paralelos entre zoológicos e prisões, Struthers fornece ferramentas valiosas para a defesa dos animais e comparações úteis e poderosas para provocar uma mudança.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

NEGLIGÊNCIA

SOFRIMENTO

PORTO ALEGRE (RS)

INSENSIBILIDADE

GOIÂNIA (GO)

MÉXICO

ACIDENTE

AMOR


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>