Macaca sofre queimaduras de 3º grau em linhas de alta tensão


Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Foto; WFFT
Foto; WFFT

Quando a Wildlife Friends Foundation Thailand (WFFT) recebeu uma chamada urgente sobre uma macaca de cauda longa que foi vítima de eletrocussão, eles sabiam que precisavam agir rápido.

Uma clínica veterinária em Phetchaburi, na Tailândia, chamou a WFFT depois que moradores locais encontraram a macaca no chão debaixo das linhas de elétricas que lhe deram choques de alta tensão.

Foto; WFFT
Foto; WFFT

Apesar de a WFFT lidar com inúmeros resgates de animais, eles ficaram chocados ao ver a gravidade dos ferimentos da pobre macaca.
Ela tinha sofrido queimaduras de terceiro grau que cobriam a maior parte de seu corpo, a maioria dos seus pelos ficou gravemente queimada durante o terrível incidente. A macaca foi levada de volta ao WFFT Wildlife Hospital para receber tratamento urgente.

Nang Fa, que significa “Anjo”, tem aproximadamente dois anos. Ela está com a WFFT há alguns dias e está melhorando. No entanto, ela ainda não superou todas as dificuldades. De acordo com a WFFT, os danos internos causados por eletrocussão são muitas vezes indetectáveis por dias após o incidente.

Foto; WFFT
Foto; WFFT

Devido à rápida urbanização de seu habitat, os macacos são forçados a coexistir em ambientes perigosos dominados pelos seres humanos, onde, infelizmente, acontecem acidentes como os de Nang Fa.

Segundo a WFFT, estima-se que atualmente a população global de macacos é 40% menor do que na década de 1980, reportou o One Green Planet.

Foto; WFFT
Foto; WFFT

Infelizmente, os responsáveis por esta perda são principalmente os seres humanos, sendo que a perda de habitat, a degradação e a exportação para a indústria biomédica estão entre as maiores ameaças.

Se queremos preservar esta espécie selvagem, é imperativo que tratemos cada indivíduo com o maior cuidado e respeito. Felizmente, Nang Fa está em boas mãos com a WFFT e deve voltar à natureza.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

ARTIGO

DESACATO

GENTILEZA

DOR E SOFRIMENTO

COMPORTAMENTO

BENEFÍCIOS

CRUELDADE

SENCIÊNCIA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>