conteúdo anda

Taiwan inicia política para acabar com o assassinato de animais em abrigos

Por Rafaela Pietra | Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

animais abandonados
O projeto visa acabar com o assassinato de animais em abrigos | Foto: Divulgação / The News Lens

Em janeiro de 2017, uma política contra o assassinato de animais em abrigos públicos será implementada em Taiwan. Mas, segundo um anúncio feito pelo ministro da agricultura, Tsao Chi-hung, doze cidades declararam que serão incapazes de cumprir a nova determinação.

O argumento utilizado pelas cidades é a superlotação dos abrigos que, segundo o site The News Lens, tornaram difícil evitar a ‘eutanásia’ de animais abandonados. Em resposta, o ministro anunciou que as instituições receberão apoio do governo central para implementar a política.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

Até agora, apenas New Taipei City, Kaohsiung County e Taitung County exterminaram com sucesso a prática da ‘eutanásia’ em abrigos públicos em suas áreas. A Lei de Proteção Animal foi alterada em fevereiro de 2015 para acabar com o assassinato de animais mantidos em abrigos públicos por mais de 12 dias e está programada para começar em 4 de fevereiro de 2017.

Ainda assim, segundo Liza Milne, membro do conselho da organização Animals Taiwan, a norma possui falhas e ainda precisa de alterações, pois pode causar surtos de doenças nos animais, como parvovirose e cinomose. “Os passos graduais para sermos um país sem eutanásia não foram tomados”, disse Milne.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui