CONTEÚDO ANDA

Gatinha paralisada após severos maus-tratos não perde a alegria de viver

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Foto: Monkey The Miracle Kitten
Foto: Monkey The Miracle Kitten

Monkey tinha apenas duas semanas quando perdeu o uso de suas patas traseiras após ser vítima de graves maus-tratos. A gatinha foi removida de um ambiente extremamente violento por uma mulher chamada Teagan, que a adotou.

Na época, Monkey – que cabe na palma da mão – estava meio inconsciente. Infelizmente, nesta região da Austrália, o veterinário mais próximo estava a oito horas de distância de carro. Por isso, Tegan e sua amiga Kyleigh fizeram tudo o que podiam para salvar o frágil animal.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO
Foto: Monkey The Miracle Kitten
Foto: Monkey The Miracle Kitten

“Com banhos quentes, alimentação constante, uma cama confortável e muito descanso e carinho, Monkey surpreendentemente começou a ganhar força”, relatou Tegan.

Apesar da paralisia de suas patas traseiras, a pequena rapidamente recuperou sua energia e continua mostrando seu amor e gratidão a suas salvadoras.

“Como um macaco no meio das árvores, ela surpreendeu a todos que estiveram em seu caminho com sua incrível força, usando apenas a parte superior do corpo para explorar os arredores”, afirmou Tegan.

Foto: Monkey The Miracle Kitten
Foto: Monkey The Miracle Kitten

Milagrosamente, seu passado dramático não a traumatizou em relação ao contato humano. Ela é carinhosa e interage alegremente com todos, uma enorme surpresa para Kyleigh.

Quando Monkey completou seis semanas, foi levada a uma consulta médica em Alice Springs, onde entrou em um avião para o abrigo especial Homeless & Abused Animal Rescue Team (HAART), perto de Perth.

Ao ver a gatinha, o veterinário não podia acreditar que ela havia sobrevivido, considerando seu estado. Todos que a conheciam, incluindo os cães, ficaram fascinados pela sua capacidade de se movimentar, apesar dos graves danos nas pernas traseiras, segundo o Holidog Times.

Recentemente, Monkey chegou em Perth onde conheceu sua cuidadora temporária, Lyn. Ela é responsável pelos tratamentos e pelas sessões de fisioterapia da gatinha. “As melhorias em Monkey foram notáveis. Não há dúvidas na mente de todos de que Monkey continuará a recuperar cada vez mais o uso de suas pernas traseiras”, afirmou Lyn, que ficou surpresa por sua paixão pela vida.

Enquanto Monkey ainda possui dificuldades por causa de seu passado abusivo, ela é a prova de que, com muito amor e atenção, os animais são extremamente resilientes e podem superar imensos obstáculos.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui