CONTEÚDO ANDA

Câmeras escondidas flagram espancamento de bezerros e vacas grávidas

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Foto: SWNS
Foto: SWNS

Um grupo de direitos animais divulgou imagens secretas de abusos sem precedentes em uma fazenda de laticínios que mostram trabalhadores espancando pequenos bezerros e chutando os rostos de vacas.

Câmaras infiltradas foram colocadas na fazenda de Pyrland, no Reino Unido, após uma denúncia de um residente local de que os animais estavam sendo sistematicamente abusados no local.

Em apenas um dia, vários ataques contra animais foram capturados na propriedade em Taunton, Somerset. Os incidentes incluíam trabalhadores que repetidamente chutavam bezerros jovens para fazê-los se levantar, agitando de forma agressiva o rabo das vacas e batendo repetidamente nelas com portas de ferro.

Foto: Animal Equality
Foto: Animal Equality

Eles também foram filmados amarrando bezerros no chão e gritando obscenidades em seu rosto, continuamente chutando e esbofeteando vacas em fase de amamentação e violentamente jogando os bezerros no chão.

A fazenda – que explora 250 vacas – é dirigida por James Reid, que disse estar horrorizado e perturbado depois de ver as imagens.
Ele afirmou que iria se reunir com os envolvidos e com a RSPCA.

A Animal Equality, uma organização internacional líder em proteção animal, disse que nunca havia visto níveis de abuso como este em uma fazenda de laticínios.

A filmagem da Muller Milk & Ingredients (antiga Muller Wiseman), um dos principais processadores utilizados pela Tesco, Sainsbury, M & S e pelos seus leites de marca própria, foi encaminhada para a RSPCA.

Foto: SWNS
Foto: SWNS

Toni Shephard, diretora britânica do Animal Equality, exigiu que os responsáveis fossem levados à justiça. “O milagre da maternidade é rotineiramente explorado pela indústria de laticínios, causando enorme sofrimento às vacas e bezerros. Mas descobrir trabalhadores batendo em mães recentes e bezerros minúsculos leva esse abuso sistemático para um nível sem precedentes”, disse.

“Exigimos que esses trabalhadores violentos sejam levados à justiça e urgimos aos consumidores para escolherem leites, queijos e iogurtes de origem vegetal que são mais saudáveis do que produtos lácteos e livres de crueldade”, completou.

Foto: Animal Equality
Foto: Animal Equality

Embora Reid tenha dito estar horrorizado com as filmagens, ele alegou que foram as ações de apenas um trabalhador que causou preocupação na RSPCA.

“Mas isso claramente não é aceitável, absolutamente não. Claro que tem um impacto sobre nós enquanto um negócio. Ninguém gosta de ver esse tipo de filmagem e vê-la realmente me perturbou”, declarou.

Investigadores da Animal Equality que relataram ter visitado a fazenda várias vezes também documentaram pelo menos seis vacas com as patas traseiras acorrentadas.

Segundo informações do Daily Mail, outras imagens mostram vacas aleijadas e com feridas de pressão, sendo que uma aparenta um extremo desconforto e luta para caminhar.

Em uma visita, os ativistas encontraram dois filhotes mortos deixados no chão de concreto fora do estábulo, à vista de diversas vacas grávidas e em fase de amamentação. Ambos eram do sexo masculino e tinham sido baleados.

1 COMENTÁRIO

  1. Quanta maldade! É por isso que o Mundo está de mal a pior com guerras, catástrofes, tragédias, uns matando os outros e por aí vai! A lei do retorno do Todo Poderoso Cosmos Universal é infalível e implacável com quem pratica maldades com inocentes. Enquanto o homem massacrar os animais matar-se-ão uns aos outros e jamais terão paz! Ninguém constrói alegrias em cima de dor, sofrimento e morte de inocentes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui