conteúdo anda

Após uma semana de buscas, gato Bebel é encontrado em Manaus (AM)

Por Rafaela Pietra | Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Gato Bebel foi encontrado
Bebel foi encontrado na noite de ontem, em uma busca liderada por sua tutora, Elizeth | Foto: Divulgação / Arquivo Pessoal

Graças aos esforços de suas tutoras, as irmãs Elizeth e Elizabeth Silva, Bebel, o gato que desapareceu há uma semana durante o embarque de um voo para Macapá (AP), foi finalmente encontrado na noite desta quinta-feira (29), no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, na Zona Oeste de Manaus (AM).  As buscas começaram no último dia 24, quando as gêmeas voaram até a cidade para receber esclarecimentos da empresa Gollog, responsável pelo transporte de cargas da GOL Linhas Aéreas.

Elizeth conta que encontrou Bebel em uma área externa do aeroporto, assustado, cansado e com muita fome. O resgate, que contou com a ajuda do Corpo de Bombeiros e de um funcionário da Gollog, foi realizado por volta das 21h da noite de ontem.

“Foi desesperador! Comecei as buscas ontem por volta das 18h30, gritando bastante. Minha fé estava pequena, mas eu nunca perdi as esperanças. Vasculhamos tudo por ali. Ele apareceu várias vezes e fugiu, assustado com a quantidade de pessoas. Em um determinado momento, o encontramos e fizemos um circulo ao redor dele, até conseguir alcançá-lo. Quando o peguei no colo, tive certeza que o pesadelo tinha acabado”, declarou em entrevista à ANDA.

“Quando liguei para a minha irmã, ela só gritava de felicidade e chorava. Estamos muito felizes. No sábado (31) devo retornar para Macapá”, declarou a tutora.

Gato Bebel foi encontrado
A tutora e Bebel seguirão para Macapá no sábado (31) | Foto: Divulgação / Arquivo Pessoal

Ao longo da semana, apesar do cansaço, Elizeth diz que não perdeu as esperanças de encontrar Bebel. “Minha tristeza contagiou a todos ali. As pessoas que trabalham no local me consolaram e até ajudaram voluntariamente. Quero agradecer ao Corpo de Bombeiros e a quem nos ajudou e torceu pelo nosso reencontro. Todos sabem que minha luta foi árdua, mas nós conseguimos”, disse.

Segundo a tutora, apesar de tudo, o gatinho passa bem. “Bebel ainda está assustado, mas está bem. Dormiu comigo a noite toda e, agora, a certeza é de que ele nunca mais sairá de perto da gente”, salientou.

Entenda o caso 

Na quarta-feira (21), Bebel foi entregue por um amigo da família a funcionários da Gollog para fazer o translado entre Manaus e Macapá. O animal ficou hospedado na cidade quando suas tutoras viajaram e, segundo Elizeth, seguiria viagem para reencontrar as irmãs após três meses de separação. O encontro seria uma surpresa de Natal para Elizabeth.

Gato Bebel foi encontrado
Bebel está com as irmãs há oito anos | Foto: Divulgação / Arquivo Pessoal

Elizeth contou que a notícia sobre o desaparecimento do gatinho não foi transmitida pela GOL ou pela Gollog, mas sim por um amigo, na tarde de quinta-feira (22). “Durante a noite, de quarta para quinta, eu estava agoniada, nervosa, muito preocupada, principalmente por ele estar vindo sozinho, mas eu paguei um serviço à Gollog, que acreditei ser seguro e de qualidade. E essa angústia, eu senti só, porque não podia contar para minha irmã sobre a vinda do Bebel, por ser uma surpresa. Meu amigo foi informado às 12h, horário de Manaus, quase 12h após o ocorrido. Eu fiquei sabendo às 13:45, horário de Macapá. Eu estava atrasada 15 min, estava ansiosa para chegar ao aeroporto, quando ele liga e avisa que o Bebel não embarcou, no momento que ele contou que o Bebel fugiu, eu não ouvi mais nada, eu apenas chorava”, relembrou.

Desesperadas, as irmãs solicitaram passagens aéreas à GOL e se dirigiram a Manaus para iniciar as buscas por Bebel. Chegando lá, Elizeth conta que encontrou resistência por parte da empresa, que restringiu o acesso a algumas áreas.

Gato Bebel foi encontrado
Segundo a tutora, a Gollog será processada | Foto: Divulgação / Arquivo pessoal

A pressão da mídia e o enorme impacto da divulgação do caso, como na matéria da ANDA, publicada ontem e com mais de 8 mil likes, foi o que contribuiu para que a GOL abrisse as portas de seus galpões e disponibilizasse funcionários para ajudar na procura por Bebel.

Medidas legais 

De acordo com Elizeth, a Gollog será processada e deverá responder um processo por negligência no transporte do animal. “Eu os comuniquei, por isso estão cientes dos erros que cometeram e sabem que vão arcar com as responsabilidades legais pela perda do Bebel”, declarou Elizeth.

Um boletim de ocorrência foi registrado e a tutora declarou que já está em contato com um advogado para averiguar as medidas legais cabíveis.

Nota da Redação: O gato foi encontrado graças aos esforços pessoas da tutora, de sua irmã e de amigos. A GOL dificultou o acesso a diversas áreas e em nenhum momento apresentou imagens de câmeras de segurança para que fosse possível localizar e entender o que aconteceu com o animal. Estamos alegres com o final feliz, mas decepcionados com mais um caso de negligência da GOL. É preciso que a ANAC intervenha para que fatos como este não mais se repitam. A preocupação da empresa com relação ao caso não demonstra respeito no transporte de vidas não humanas. 

1 COMENTÁRIO

  1. A Gol/Gollog deveria pagar uma indenização milionária para as tutoras, como retratação pelo desgaste psicológico e como aprendizado e exemplo para si mesma e as demais companhias.

  2. Muito parecido com aquele caso em que essa empresa perdeu um cão em Porto Alegre. A tutora entregou o animal na casa de transporte fechada com um lacre. A empresa não deu nenhuma explicação de como ele fugiu. Tb foi encontrado nas adjacentes do aeroporto. A impressão é de.de que alguém solutou por maldade mesmo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui