Primeiro açougue vegano de São Paulo vende mais de mil produtos em 1 hora


v-1

Na semana passada bombou a notícia de que seria inaugurado o No Bones – The Vegan Butcher Shop, o primeiro açougue vegano de São Paulo. Enquanto muitos podem ter pensado “o que diabos vai vender numa casa de carnes sem carne?”, outros se animaram tanto com a ideia que resolveram até fazer fila na porta.

v-2

A questão é a seguinte: por mais que existam os carnistas e os carnívoros nesse mundo, a indústria de carne é altamente insustentável e está chegando ao seu ápice de impacto ambiental. Seu consumo e produção excessivas envolve ao menos quatro grandes problemas: desmatamento (por conta das pastagens, chega a ter ao menos 10 mil metros desmatados para produzir apenas 1 kg de carne), emissões de gases superiores a todos os meios de transporte (é, os gados têm flatulências terríveis), alto consumo de água (15 mil litros para 1 kg de carne) e energia. Estes dados são de um relatório recente da da Organização Mundial de Saúde (OMS).

v-3

Além disso, tem a exploração animal e o fato de que a carne processada, como salsichas, hambúrgueres e bacon, aumenta o risco de câncer. Independente das escolhas e ideologias pessoais de cada um, tudo isso indica que algo tem de ser feito e precisa sim mudar urgentemente. Acho que os dados também justificam a ascensão do vegetarianismo e do veganismo, e consequentemente o aumento de ofertas no mercado.

v-4

v-5

Para se ter uma ideia, o açougue conta apenas com itens artesanais, todos feitos pela Marcella sem conservantes, sem produtos de origem animal e com pouco uso de soja, como hambúrgueres premium, salsichas, linguiças, nuggets, cortes especiais, com preços que variam entre R$ 6,90 a R$ 7,90 a unidade, além de espetinhos e produtos para churrasco. Para consumo no local as opções são: coxinhas de jaca, espinafre, milho, proteína de soja, kibe, empadas de jaca, shimeji, berinjela e fatias bolo de laranja. Na seção bebidas, terá água de coco, refrigerantes, sucos e chás, além de dezenas de rótulos de cervejas artesanais.

v-6

Arquiteta por formação, se tornou chef porque ama cozinhar e quando se converteu ao vegetarianismo, sentia muita falta de carne, o que é comum para muitas pessoas nessa transição. “Eu queria o visual da carne, mas não queria o produto. Então fui elaborando algo que me saciava e me deixasse bem”, me contou. No veganismo há seis meses, Marcella acredita que uma das grandes vantagens de um estabelecimento como o dela é não só suprir uma falta no mercado, mas também inserir o vegano socialmente. “Tem muito vegano ou vegetariano que deixa de confraternizar, que deixa de participar de um churrasco, por exemplo, porque não tem opção. Isso aqui é justamente para mostrar que açougue vegano não é hortifruti”, conclui.

No Bones – The Vegan Butcher Shop
Rua Caraíbas, 1243 – Perdizes – São Paulo – SP
Telefone: (11) 3862.9576

Horários: de terça-feira a sábado das 10 às 19 horas

Todas as fotos © No Bones

Fonte: Hypeness


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

PROTEÇÃO ANIMAL

INESPERADO

ASCENSÃO

GRATIDÃO

INDEFESAS

VIDA NOVA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>