Falhas na rotulagem de produtos com óleo de palma aceleram mortes de orangotangos


Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Foto: Amnesty International
Foto: Amnesty International

Os repetidos atrasos da Austrália na rotulagem obrigatória de produtos feitos com óleo de palma têm contribuído ainda mais com o desmatamento e a destruição dos habitats de orangotangos, alertam ativistas.

A adoção de uma proposta, por mais de cinco anos, que exige que os óleos sejam especificamente listados nos rótulos dos alimentos já está sendo considerada pelos ministros da Austrália e da Nova Zelândia.

As mudanças evitarão que o óleo de palma seja listado genericamente como “óleo vegetal”, ajudando a informar os consumidores, limitando a demanda por produtos insustentáveis de palma e reduzindo o impacto devastador que as plantações têm sobre as florestas tropicais e os habitats orangotangos, particularmente na Indonésia e na Malásia.

A proposta voltou a ser apresentada antes do Fórum Ministerial Australiano e da Nova Zelândia sobre Regulação de Alimentos no final do mês passado, mas qualquer decisão foi adiada até pelo menos abril do próximo ano.

Jenny Gray, que lidera uma das várias campanhas contra o óleo de palma disse estar confusa sobre as informações adicionais que o conselho ministerial estava buscando.

“Sabemos que estamos perdendo mil orangotangos por ano no momento, então se atrasarmos mais um ano, isso significa mais habitats destruídos e mais orangotangos impactados por isso. Mais atrasos, realmente não está claro por que gostaríamos de fazer isso quando esta é uma questão tão urgente”, disse Gray.

A decisão sobre a rotulagem do óleo de palma foi estabelecida por uma revisão mais ampla das leis de rotulagem, que começou em 2009. Em 2011, um painel liderado pelo ex-ministro da Saúde do Trabalho, Neal Blewett, recomendou que os açúcares, óleos ou gorduras adicionados fossem rotulados individualmente.

O fórum ministerial avançou alguns meses em sua reunião no final do mês passado, dividindo sua consideração sobre a rotulagem de óleo de palma.

Segundo Blewett, o desmatamento e a destruição do habitat de orangotangos são preocupações ambientais e não podem realmente ser considerados no processo de rotulagem.

Um porta-voz do conselho disse que muitas empresas australianas já haviam começado a usar apenas óleo de palma de origem sustentável em seus produtos e alegou que a criação de um aviso sobre o risco de óleo de palma poderia confundir os consumidores, que seriam incapazes de distinguir produtos sustentáveis dos insustentáveis.

“O problema é que há uma baixa compreensão de [óleo de palma sustentável certificado] e os consumidores podem confundir os produtos que utilizam o óleo de palma responsável com aqueles que não o fazem”, alegou.

Uma pesquisa revelou que 84% dos australianos e 92% dos consumidores da Nova Zelândia apoiam a rotulagem, que também é endossada pela Associação Médica Australiana por razões de saúde.

A União Europeia (EU) implementou a medida em 2014 e os Estados Unidos e o Canadá adotaram ações semelhantes. A experiência da UE, de acordo com Gray, mostrou que os custos para a indústria eram negligenciáveis.

Ele disse que pode ser realmente mais caro para as empresas manterem dois regimes de rótulos diferentes; um para a Austrália e outro para a UE ou EUA.

“É fácil dizer que não queremos mudar porque isso tem um curso, seria muito bom ver como eles quantificariam isso. Então para dar ao consumidor a escolha,  acho que as pessoas ficam felizes em pagar alguns centavos extras para saber se estão comprando um produto sustentável”, disse Gray.

O fórum ministerial irá se reunir novamente no dia 28 de abril, segundo o The Guardian.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

PRESERVAÇÃO

VAQUINHA ON-LINE

FINAL FELIZ

LEALDADE

COMPROMISSO

ESPECIAL

MAUS-TRATOS


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>