Mais de 50% dos tubarões e raias estão à beira da extinção por causa da pesca


Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Thinkstock
Thinkstock

Ativistas têm exigido uma ação urgente para proteger tubarões, raias e quimeras no Mar Mediterrâneo depois que a União Internacional para a Conservação da Natureza (UICN) publicou uma atualização sobre o status destas espécies.

De acordo com a UICN, as medidas que foram adotadas nos últimos 10 anos para reduzir a excessiva exploração de tubarões não foram suficientemente eficazes para impedir que dezenas de populações fossem deixadas à beira da extinção.

Ao longo do último meio século, 13 espécies já se tornaram localmente extintas em vários locais – principalmente nas águas do Noroeste Mediterrâneo da Espanha, França e Itália. Agora, parece que mais animais terão o mesmo destino trágico.

Para a avaliação mais recente, especialistas da IUCN e da região mediterrânea examinaram 73 espécies de tubarões e raias e concluíram que mais da metade – 22 de 41 espécies de tubarões e 16 das 32 espécies de raias – estão ameaçadas. Destas, 20 estão agora em risco crítico e 11 estão classificadas como ‘’criticamente ameaçadas’’ na Lista Vermelha da IUCN.

Especialistas também temem que a ameaça da perda espécies pode ser pior do que o estimado porque, de todas as espécies avaliadas, não possuem dados suficientes sobre 13 delas.

O rápido declínio é atribuído à pesca direta e indireta (quando os animais ficam presos em ferramentas usadas para a pesca que são deixadas no oceano).

De acordo com a avaliação, os tubarões pelágicos têm sido cada vez mais alvos e o status de várias espécies, incluindo tubarões peregrinos, tubarões brancos, tubarões azuis e tubarões-martelo-liso piorou.

Acredita-se também que o uso ilegal de redes de deriva, que foram proibidas em 2002, ocorreu em todo o mar Mediterrâneo e provavelmente causou inúmeras mortes de animais que não foram contabilizadas, informou o Care2.

Ativistas esperam que este alerta preocupante traga muito mais conscientização aos seres humanos e os ensine o verdadeiro custo de comer peixes.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

AMOR CANINO

FAKE NEWS

GANÂNCIA

SEQUESTRO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>