Jogador da NBA melhora seu desempenho após adotar veganismo


Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Foto: Garrett Ellwood/NBAE via Getty Images
Foto: Garrett Ellwood/NBAE via Getty Images

O jogador da NBA Wilson Chandler está em ascensão. Neste ano, o veterano da principal liga de basquete dos EUA teve problemas com lesões e perdeu várias temporadas devido a cirurgias nos quadris.

Para melhorar sua resistência, Chandler, de 29 anos, decidiu tornar-se vegano há seis meses, o que faz dele um dos poucos atletas da NBA a adotar este estilo de vida.

“Sempre tive uma dieta muito saudável, mas depois de lidar com diversas lesões,  queria encontrar uma que ajudaria com a inflamação”, disse.

Há evidências de que uma alimentação à base de vegetais possui um grande efeito sobre inflamações. A carne e os laticínios aumentam a acidez, mas os vegetais são menos ácidos ou alcalinos. Consequentemente, os produtos derivados de animais deixam o pH do sangue com nível elevado de acidez, o que provoca inflamações e prejudica a recuperação dos atletas.

Chandler está convencido da diferença. “Meu tempo de recuperação é mais rápido, estou com humor melhor, me sinto mais explosivo na quadra e estou mais magro”, afirmou.

“Jogadores de basquete são agredidos o tempo todo e precisam saber como a dieta pode influenciar a recuperação, inflamações e lesões”, completou a nutricionista esportiva Nancy Clark.

Aprender a seguir uma dieta vegana é mais do que apenas se alimentar de forma saudável, diz Clark: “O veganismo é uma filosofia, um estilo de vida que é mais do que apenas comida boa ou ruim.”

As frutas são grandes aliadas de Chandler e ele sempre se certifica de que  tem cerejas, uvas e outras que são fáceis de comer entre os intervalos das refeições principais.

Antes e depois dos jogos, Chandler concentra-se nas proteínas das lentilhas ou do feijão. “Antes dos jogos eu gosto de comer uma proteína, verduras e uma massa vegana que eu recebo da Whole Foods, que fica próxima de onde moro”, contou a Sports Illustrated.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

RÚSSIA

FINAL FELIZ

CRUELDADE

CRISE ECONÔMICA

SINERGIA

MAUS-TRATOS

MAUS-TRATOS

PROTEÇÃO ANIMAL


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>