Ferido, filhote de coiote é resgatado em campo de golfe no Canadá


Tradução por Rafaela Pietra | Redação da ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Foto: Divulgação | The Dodo
Foto: Divulgação | The Dodo

Mesmo quando precisam desesperadamente de ajuda, os coiotes são difíceis de alcançar. No caso de um filhote, resgatado em um campo de golfe em Ottawa, no Canadá, seu talento para evitar humanos foi quase fatal.

Atropelado por um carro e com um grave caso de sarna sarcóptica – um parasita da pele, muitas vezes fatal, o coiote conseguiu fugir do resgate, organizado pela Rideau Valley Wildlife Sanctuary,  por três dias.

Após tentativas exaustivas, os seus socorristas conseguiram, finalmente, resgatá-lo no último dia 21. “Ele estava muito ferido quando veio até nós”, disse Sarah Beauregard, coordenadora de cuidados animais do santuário em entrevista ao The Dodo. “Nós não achamos que ele passaria da primeira noite.”

Sua pélvis estava quebrada. Sua condição de pele o deixara com poucos pelos para protegê-lo do inverno canadense. Mas, se havia uma dica de que esse coiote encontrara as pessoas certas, estava escrito em seu rosto.

Foto: Divulgação | The Dodo
Foto: Divulgação | The Dodo

“A única coisa que realmente nos deixa feliz são os olhos dele”, diz Beauregard. “Mesmo quando ele estava em seu pior estado, havia um brilho de esperança neles”.

E com certeza, nos dias que se seguiram – enquanto o animal estava sendo tratado – mais de sua linda personalidade surgiu. “Ele é um querido”, diz Beauregard. “Os coiotes são tímidos por natureza, mas ele parece confiar em nós e saber que estamos tentando ajudá-lo.”

O plano é manter o coiote no refúgio até que ele esteja forte e saudável o suficiente para ser devolvido a uma área segura na natureza. Até lá, seus cuidadores estão fazendo tudo o que podem para evitar a atração deste sorriso magnético.

Foto: Divulgação | The Dodo
Foto: Divulgação | The Dodo

“Nós estamos mantendo o contato humano a um mínimo absoluto, de modo que ele não cresça unido aos seres humanos,” Beauregard diz.

Ainda assim, já que o coiote estará sob seus cuidados por um tempo, os funcionários estão procurando dar-lhe um nome. Talvez você possa ajudar. Eles estão procurando sugestões em sua página do Facebook.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

CATIVO EM ZOO

CRIME AMBIENTAL

RESPONSABILIZAÇÃO

ABERRAÇÃO LEGISLATIVA

ESCRAVIDÃO

EXEMPLO

CICLOVIA RIO PINHEIROS

ESTRESSE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>