Banco da Inglaterra anuncia substituição de cédulas produzidas com sebo após protestos


Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Foto: Dylan Martinez - WPA Pool/Getty Images
Foto: Dylan Martinez – WPA Pool/Getty Images

O Banco de Inglaterra anunciou que mudará suas cédulas de polímero e está trabalhando em soluções potenciais após despertar indignação em ativistas após ter emitido cédulas de £ 5 com sebo.

“As informações recentemente fornecidas por nosso fornecedor, Innovia, e sua cadeia de suprimentos mostram que uma quantidade extremamente pequena de sebo é usada em uma fase inicial do processo de produção de pelotas de polímero que são então usados para criar o substrato de base para as notas de cinco libras “, disse o governador Mark Carney em um comunicado.

Em um post do Twitter, o Banco da Inglaterra confirmou os vestígios do sebo usado no substrato de base das notas. O sebo é uma substância produzida a partir da gordura animal de bifes ou carne de carneiro.

A notícia provocou um tumulto entre internautas que começaram uma petição para “deixar de usar produtos de origem animal na produção de moedas”. A petição ganhou mais de 120 mil signatários.

“Estamos cientes das preocupações de algumas pessoas sobre vestígios de sebo em nossa nova nota de cinco libras. Respeitamos essas preocupações e as tratamos com a maior seriedade”, acrescentou Carney.

Em setembro do ano passado, o banco assinou um acordo com a Innovia para trocar os seus papéis por notas de polímero. De acordo com funcionários, a instituição não sabia desta questão ao assinar o contrato. Em uma declaração oficial, as autoridades dizem que as novas notas de polímero seriam mais limpas, mais resistentes e durariam cerca de cinco anos.

De acordo com o Telegraph.co.uk, as autoridades afirmam que as novas notas com a imagem de Winston Churchill são mais difíceis de falsificar. “A Innova agora está trabalhando intensamente com sua cadeia de suprimentos e manterá o Banco informado sobre o progresso em direção a possíveis soluções”, acrescentou Carney.

A nova nota de polímero de £ 10 será emitida no verão de 2017 e a nota £ 20 até 2020, de acordo com o Nature World News.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

AMOR

ASFIXIA

ATO DE AMOR

GENEROSIDADE

MOÇAMBIQUE

ÍNDIA

MINAS GERAIS

ESTUDO

CONSUMO CONSCIENTE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>