CONTEÚDO ANDA

Irmão de leão Cecil é encontrado morto no mesmo parque em que ele foi assassinado

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

AP
AP

O irmão do leão Cecil – assassinado como um “troféu” por um dentista norte-americano que despertou indignação ao redor do mundo – foi encontrado morto sob um arbusto no parque safári onde o assassinato de Cecil ocorreu em 2015.

Acredita-se que Jericho faleceu de causas naturais no parque nacional Hwange, no Zimbábue, pois relatórios afirmam que ele já estava frágil. Uma autópsia será realizada no felino cuja morte causou um grande sofrimento  entre as pessoas que também acompanharam o caso de Cecil.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

O corpo de Jericho foi descoberto pela pesquisadora Jane Hunt da Hwange Lion Research durante um monitoramento de rotina dos leões de Hwange. O leão havia recebido uma coleira há seis meses e era monitorado de perto.

Reprodução/Daily Mail
Reprodução/Daily Mail

“Embora a Sra. Hunt e sua equipe não tenham visto nenhum sinal de que ele foi baleado ou pego por uma armadilha, o fato de ele ter ficado em evidência depois da morte de Cecil – e talvez ser cobiçado por caçadores – levou-os a ordenar uma investigação sobre sua morte”, disse Caroline Washaya-Moyo, do Hwange Park ao Daily Mail.

“Amostras foram recolhidas da carcaça, que estava severamente deteriorada, e enviadas para testes”, acrescentou. A cabeça de Jericho também foi removida de seu corpo e levada de volta para o campo principal de Hwange.

As partes dos corpos de um leão são muito lucrativas para caçadores de troféus, muitos dos quais viajam da América do Norte e da Europa para o Zimbábue e pagam muito dinheiro pela cabeça de um animal selvagem, posteriormente pendurada de forma doentia em suas paredes como “troféus”.

Reprodução/Daily Mail
Reprodução/Daily Mail

Os restos de Jericho foram enterrados no local em um buraco profundo para impedir que ele fosse devorado. Um relatório detalhado e divulgado pelos pesquisadores de leões de Hwange revela que o corpo de Jericho foi encontrado sob um “local de descanso” sombreado, usado com frequência por animais para se proteger do sol africano.

“O modo como a carcaça estava posicionada quando foi encontrada sugere que ele morreu enquanto descansava neste ponto “, disse Wahaya-Moyo.

Atualmente, a África Austral enfrenta uma seca severa e muitos animais selvagens lutam para encontrar alimento e água para sobreviverem. Imagens de Jericho, que tinha 12 anos, foram compartilhadas centenas de vezes nas mídias sociais como uma homenagem à família.

Nota da Redação: O falecimento de Jericho comove a todos nós e é triste ver que ele foi explorado por um parque safári durante tantos anos. Embora pesquisadores tenham afirmado anteriormente que Jericho e Cecil não eram irmãos, o parentesco entre os dois foi comprovado. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui