CONTEÚDO ANDA

ANDA completa 8 anos como pioneira no jornalismo pelos direitos animais

Por João Rodrigues Filho – Redação ANDA

Divulgação
Divulgação

A ANDA completa hoje (28) oito anos de existência e tem desempenhado um papel fundamental e inspirador pelos direitos animais através do jornalismo. A ANDA nasceu de uma atitude corajosa e profissional de um grupo de profissionais altamente qualificados. Idealizada pela jornalista Silvana Andrade, a ANDA tem alcançado grandes conquistas para a causa através da seriedade e credibilidade das informações vinculadas, uma característica desta agência de notícias totalmente dedicada aos interesses dos animais não humanos e do planeta.

A ANDA se dedica ainda a iluminar histórias inspiradoras, que possam motivar as pessoas a ações mais éticas com relação aos animais.É claro que também beneficia  direta e indiretamente os interesses humanos . O portal já alcançou a incrível marca de 1,7 milhão de visitas por mês e está se preparando para brevemente atingir 2 milhões de visitas mensais com o novo site que será lançado em pouco tempo. Sem qualquer investimento, a fan page do Facebook da ANDA conta com cerca de 145 mil seguidores orgânicos. São mais de 180 mil notícias, artigos, entrevistas e colunas entre outros publicados nestes oito anos. Este trabalho incansável tem instigado a criação de blogs e sites que reproduzem notícias sobre animais e têm, principalmente, influenciado a imprensa brasileira que tem como pauta obrigatória e rotineira assuntos relacionados aos direitos animais. Notícias sobre animais estão presentes dos menores dos menores aos maiores veículos de comunicação.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

Coberturas exclusivas

Nesses 8 anos, inúmeros casos noticiados pela ANDA ganharam especial repercussão, fazendo inclusive com que a opinião pública amadurecesse em relação à exploração animal. Casos de crueldade contra animais domésticos, embora ainda numerosos, causam cada vez mais comoção, conferindo excepcional responsabilidade aos redatores.

Na trajetória, destacam-se, por exemplo, o caso da assassina em série Dalva, responsável pela morte de milhares de cães e gatos e condenada a 12 anos de prisão e a alteração do Código Civil da França, que passou a considerar os animais como seres sencientes, e não mais como objetos. Respectivamente, as matérias tiveram 185 mil e 152 mil curtidas.

Foto feita por detetive contratado por ativistas: cadela com gravatinha sendo entregue para Dalva e a mesma cadela morta encontrada no lixo no dia seguinte (Foto: Edson Criado)
Cadela com gravatinha sendo entregue para Dalva e a mesma cadela morta encontrada no lixo no dia seguinte. Foto: Edson Criado

Neste ano, a ANDA cobriu com exclusividade fatos importantes nacionais e internacionais. Um deles foi o primeiro “Toro de la Peña”, realizado em Tordesilhas, na Espanha, em substituição ao sangrento “Toro de la Veja”. Após mobilização de ativistas no mundo todo, o touro Pelado também acabou morto. Foram 5 matérias até o triste desfecho.

O combate à ofensiva política de apoio às vaquejadas, após o Supremo Tribunal Federal ter considerado a prática inconstitucional também sido fortemente sustentado pela ANDA, tendo publicado um manifesto que já conta com milhares de assinaturas.

A ANDA faz parte da luta contra as vaquejadas(Divulgação)
A ANDA faz parte da luta contra as vaquejadas (Divulgação)

Depoimentos

O reconhecimento de personalidades ligadas ao ativismo pelos direitos animais trazem a certeza de que a ANDA está no caminho certo, servindo também de motivação.

“Neste momento, no Parque Kruger, na África do Sul, 350 hipopótamos e búfalos selvagens estão sendo caçados, por ordem do Governo, para diminuir a população dos mesmos. Notícias como esta tem pouca acolhida na grande imprensa internacional em pleno século XXI. Os animais selvagens continuam tendo a mínima importância para as comunidades humanas. Em oito anos de existência, A ANDA se envolveu em todas as lutas que as ONGS pela sobrevivência animal se destacaram. Conhecemos a ANDA e sua criadora, Silvana, no difícil começo. Ajudamos a ANDA a continuar sua divulgação e continuaremos a fazê-lo, já que acreditamos que é a maior contribuição que os humanos comprometidos nesta causa podem fazer. O silêncio dos milhões de animais assassinados em todos estes anos nos impulsiona a fazer a ANDA maior e mais falante. Um compromisso que todos os que nos acompanham devem também abraçar.”, Dr. Pedro A. Ynterian, secretário geral do Projeto GAP Internacional e proprietário do Santuário de Grandes Primatas de Sorocaba, afiliado ao GAP.

Dr. Pedro Ynterian (Foto: Egberto Nogueira)
Dr. Pedro Ynterian (Foto: Egberto Nogueira)

“Neste dia em que a ANDA completa oito anos de démarche, gostaria de expressar minha incomensurável gratidão à Silvana Andrade pelo seu pioneiro, corajoso  e bem sucedido trabalho de divulgação, sensibilização e educação abolicionista animal. É com muito orgulho e alegria que trilho, lado a lado, essa caminhada e que sigo essa pegada com a razão e o coração. Parabéns, Silvana!  Não fosse por você, a ANDA não existiria!”, Paula Brügger – Bióloga e Professora da Universidade Federal de Santa Catarina.

Paula Brügger
Paula Brügger (Divulgação)

“A ANDA tem um papel fundamental na história dos direitos dos animais no Brasil. Além de informar e oferecer à sociedade brasileira a possibilidade de se formar uma consciência em relação aos seus direitos, a ANDA, desde sua fundação, deu a eles o justo protagonismo que nossa legislação e instituições ainda lhes devem, retirando-os da invisibilidade a que sempre estiveram relegados até então.”, Leandra Jones – Diretora de Comunicação da FAOS/SP.

Leandra Jones (Divulgação)
Leandra Jones (Divulgação)

“A ANDA é um veículo muito importante e creio que mais importante ainda para quem não pertence à causa animal porque o site relata e traz notícias de tudo o que acontece com os animais pelo mundo. É uma forma de conscientizar muitas pessoas que ao ver uma notícia da ANDA ficam tão horrorizadas com a verdade e, a partir desse ponto, cai a ficha do nível da crueldade animal. É um portal incrível de informação e conscientização”, Silvia Pompeu – Rancho dos Gnomos.

Marcos e Sílvia Pompeu (Foto: Mario Rodrigues)
Marcos e Sílvia Pompeu (Foto: Mario Rodrigues)

“A ANDA é uma forma das pessoas acordarem para esse tema. Ainda temos muitas pessoas que não sabem da onde vem os alimentos, que não sabem da onde vem os cosméticos, dos testes com animais, dos animais de laboratório etc. A ANDA é importante porque quando as pessoas tomam essa ciência elas começam a pensar e então vem a transformação”, Marcos Pompeu – Rancho dos Gnomos.

Giovanna Ewbank
Giovanna Ewbank (Divulgação)

“Os animais são os seres mais puros que existem, eles não podem falar, mas seu olhar já nos diz tudo! Quem dera se todos nós fôssemos como eles! Eu vou lutar até o fim da minha vida para que eles sejam respeitados, não tenho a pretensão de fazer com que os amem, pois isso é algo que nasce conosco, mas que sejam respeitados sempre!!! E conto com a ANDA e o trabalho maravilhoso que fazem para que isso aconteça!”, Giovanna Ewbank, atriz.

Nina Rosa (Divulgação)
Nina Rosa (Divulgação)

“Primeira agência de notícias brasileira voltada exclusivamente aos direitos animais. Um canal direto da voz dos animais para as demais agências de noticias do mundo e para todos aqueles que se importam com esses nossos irmãos, que tanto dependem de nós. Que estes 8 anos multipliquem-se, sempre com comprometimento e amor. Parabéns a Silvana Andrade e à equipe ANDA”, Nina Rosa, fundadora e presidente do Instituto Nina Rosa.

Com esse maravilhoso time de apoiadores, a dedicação e profissionalismo 24 horas por dia, amor e respeito pelos animais, a ANDA tem tudo para comemorar muitos e muitos aniversários, cada vez maior e fazendo ecoar ainda mais longe a voz dos animais.
Silvana Andrade, fundadora e presidente da ANDA

“Todos os dias e especialmente na data de aniversário da ANDA eu agradeço aos que de alguma forma fizeram e fazem parte desses oito anos de caminhada. A cada um, colaboradores, voluntários, doadores, leitores, que ajudam a construir através do jornalismo um mundo melhor para os animais, para as pessoas e para o planeta. O que era um sonho há mais de oito anos hoje é uma bonita realidade e que espero possamos ser pioneiros ainda em muitas outras coisas dentro da comunicação pelos direitos animais”, Silvana Andrade, fundadora e presidente da ANDA.

1 COMENTÁRIO

  1. PARABÉNS A TODOS VOCÊS DA ANDA! OBRIGADO PELAS INFORMAÇÕES, PELO INTERESSE E COMPROMETIMENTO COM O BEM ESTAR ANIMAL. SOZINHOS NADA SOMOS, MAS COM A AJUDA SOLIDÁRIA DE VOLUNTÁRIOS VINDOS DE QUALQUER PARTE DO MUNDO, COM UMA MESMA FINALIDADE: SALVAR E PROTEGER OS ANIMAIS DA MALDADE, DO ABUSO E PRINCIPALMENTE DA EXTINÇÃO, PODEMOS TUDO!!!

  2. Milhões de parabéns à ANDA e a todos os colaboradores! Graças a vocês, minha visão e meu afeto em relação aos animais só melhorou. Que venham mais 8 anos de comemorações: ou melhor, 8, 18, 28, 38, 108….

  3. Parabéns. Gosto muito da ANDA tanto que tenho assinatura, se é que podemos falar assim. Fazem um trabalho de boa qualidade divulgando o que se passa no Brasil e no mundo. Porém achei estranho incluírem o caso da Dalva como se tivesse sido uma vitória sua condenação a 12 anos. Foi revogada logo em seguida. Aquela juíza perdeu o juízo porque com certeza sabia que não há condenação para quem comete crimes contra animais no Brasil. Quero dizer que não dá cadeia. Está na lei. A ANDA deu muitas notícias importantes, como as demais que vocês listaram. Mas aquela da Dalva não vale não.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui