Banco da Inglaterra anuncia uso de gordura animal em notas de 5 libras


Por Rafaela Pietra | Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O Banco da Inglaterra anunciou a utilização de gordura animal para fazer as novas notas de cinco libras, revoltando vegetarianos e veganos em todo o mundo. Mais de 7 mil pessoas já assinaram uma petição contra o uso da gordura animal para fabricar as novas cédulas de polímero, que foram lançados em setembro.

A instituição defendeu o uso da gordura animal alegando que é utilizado na fabricação de velas e sabão. Muitos britânicos ameaçaram boicotar as notas, que são feitas de plástico, e declararam a total recusa em utilizá-las.

Segundo Doug Maw, funcionário de hotel, 47 anos, que iniciou a petição contra a utilização do sebo nas novas notas de cinco libras, a posição do governo inglês deixa os vegetarianos e vaganos enojados. “Eu entendo que as notas antigas contêm coisas também – nós não podemos fazer nada sobre o que já está em circulação – mas o fato de que eles estão produzindo novas notas da mesma forma é o que realmente me irrita. Não há desculpa para isso. Tem que existir outras formas de ganhar dinheiro sem usar produtos de origem animal”, declarou.

“Eu não acho que nada vai acontecer com o que já foi feito, mas eu só espero que eles produzam novas [notas] sem o uso de gorduras animais. Eles não podem vir com algo um pouco mais moderno? Estamos sendo forçados a utilizar produtos de origem animal.”

Maw disse que iniciou uma segunda petição no site de Petições Governamentais do Reino Unido e que está aguardando autorização. De acordo com ele, esta é uma tentativa de fazer com que a questão seja debatida e endereçada ao parlamento.

Uma porta-voz do Banco da Inglaterra disse ao ITV.com: “Podemos confirmar que a pastilha de polímero a partir da qual o substrato de base é feita contém um traço de uma substância conhecida como sebo, que é derivado a partir de gorduras de origem animal. É também uma substância amplamente utilizado na fabricação de velas e sabão.”


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

AMOR

VIDA NOVA

RIO DE JANEIRO

ALTERNATIVA VEGANA

GENEROSIDADE

REABILITAÇÃO

EMPATIA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>