Onze perguntas que deve fazer antes de levar animais para viajar


Divulgação
Divulgação

As férias de dezembro se aproximam e a ansiedade para colocar o pé na estrada aumenta a cada dia. Mas uma dúvida surge: o que fazer com os animais domésticos? Para evitar colocar o animal em risco, é importante fazer uma análise levando em consideração todo o contexto da viagem.

“A dúvida que sempre surge é: levá-lo ou não? Na realidade não existe um certo ou um errado, tudo depende das variáveis da situação, como distância da viagem, meio de transporte, perfil psicológico do animalzinho, tipo de personalidade e o estado de saúde”, explica Carolina Rocha, CEO da Pet Anjo e especialista em comportamento animal.

Por exemplo, se o animal é bastante idoso e precisa de cuidados médicos, acompanhamento e administração de medicamentos com hora marcada, uma viagem poderia deixá-lo ainda mais estressado, podendo piorar a situação de saúde geral. No entanto, em algumas situações, se o animalzinho estiver acostumado com essas mudanças de rotina, pode ser bastante benéfico, pois ele sentirá cheiros novos, conhecerá lugares novos e terá novas experiências.

No momento da decisão, é preciso refletir sobre algumas condições de viagem. Confira estas 11 perguntas a se fazer antes de levar o animal para viajar:
– O animal já está acostumado a viajar?
– Seu animal apresenta episódios agressivos, tende a ser mais tímido ou não gosta de sair ou fazer coisas diferentes?
– Qual a condição de saúde do animal e quando foi o último check-up?
– O destino de sua viagem é apropriado para receber animais?
– Você poderá deixá-lo no hotel quando precisar? Existem profissionais para cuidar de animais domésticos quando precisar?
– O hotel/espaço têm uma composição específica e confortável para abrigar animais?
– O clima do destino é favorável para o cão ou gato?
– E a cultura? As pessoas aceitam bem os animais no local?
– Seu animal tem identificação? Microchip? Seguro em casos emergenciais?
– Você já foi ao veterinário para saber se o animal precisa de vacinas para ir ao local?
– Você já comprou todos os utensílios para transportá-lo? E já fez adaptação do animal?

Avaliando estas variáveis, o tutor se sentirá mais seguro para tomar a melhor decisão para o animalzinho.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

VIOLÊNCIA

PESQUISA

APELO

RECOMEÇO

BARBÁRIE

SEGUNDA CHANCE

INSPIRAÇÃO

DESCARTE IRRESPONSÁVEL

BOA AÇÃO

CHINA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>