Criminosos invadem abrigo e espancam animal em Loulé, Portugal


Divulgação
Divulgação

Uma égua e um cão foram sequestrados, a noite passada, do Canil de S. Francisco de Assis, em Loulé, e uma mula foi “espancada até à morte”.

Liló Krandonk, da direção do canil, disse que dos muitos assaltos ao canil, esta foi a primeira vez que houve violência. “Acolhemos muitos animais enviados pela GNR, sobretudo burros e éguas que são retiradas à comunidade cigana”, frisou.

O espaço tem vídeo vigilância e foi, graças às imagens recolhidas que, em setembro, a GNR conseguiu identificar os autores do sequestro de uma mula e de uma carroça, devolvendo-os ao canil. No vídeo da noite passada, não é visível qualquer rosto”.

“Parece que a mula foi morta por vingança. Estava tudo cheio de sangue e o animal estava todo cheio de feridas”, afirmou Liló.

Curiosamente, a mula foi entregue ao canil pelo tutor, um membro da comunidade cigana, que pediu para que a instituição tomasse conta do animal. “Disse que já não podia toar conta dela mas ia todas as semanas ao canil ver como ela estava e leva-lhe cenouras”, afirmou a responsável. Agora, o canil de Loulé tem 290 cães, 80 gatos e um burro.

*Esta notícia foi escrita, originalmente, em português europeu e foi mantida em seus padrões linguísticos e ortográficos, em respeito a nossos leitores.

Fonte: Jornal de Notícias Portugal


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

PROTEÇÃO ANIMAL

CRUELDADE

GRATIDÃO

ESPECIAL

ALEGRIA

VÍTIMAS DA CAÇA

MAUS-TRATOS


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>