Cachorro tem sua morte induzida após ser embebido em ácido


Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Reprodução/ Stock.xchng
Reprodução/ Stock.xchng

Dois casos distintos de crueldade contra animais deixaram oficiais da SPCA em KwaZulu-Natal, na África do Sul, bastante perturbados. Em um deles, um cão teve sua morte induzida depois que foi embebido em ácido, de acordo com o South Coast Herald.

As oficiais Liesl Bolton e Tammy Nel encontraram o homem que jogou o ácido de bateria no cão, que aparentemente entrou em sua propriedade para procurar galinhas e ovos na última semana.

O ácido causou um grande buraco no topo das costas no ombro esquerdo do cãozinho. A oficial Nel relatou uma sensação e queimadura em sua perna após o animal extremamente amedrontado ter urinado nela: “O ácido não estava apenas comendo sua carne, mas seus órgãos também”, disse.

Em outro caso, os policiais responderam a um telefonema de uma residência em Marburg. Eles encontraram um cão com uma corrente tão apertada ao redor do pescoço que o metal estava incorporado à sua pele, deixando uma ferida severamente séptica.

“O cachorro, que tinha cerca de oito anos, estava com tanta dor que não podíamos tocar suas costas e ficamos sem opção, exceto sedá-lo”, disse Bolton.

“Quando tentei acariciá-lo, ele fugiu de dor, quase como se estivesse dizendo: ‘Não me toque, não me toque’, acrescentou Nel. Infelizmente, a ferida não era tratável o cão também teve sua morte induzida, informou o  portal Citizen.

Nota da Redação: É desolador ver a que ponto chega a crueldade dos seres humanos. Estes cãezinhos foram abusados de maneira bárbara e infelizmente não sobreviveram à frieza e covardia dos indivíduos que lhes impuseram tanto sofrimento. São casos como estes que nos mostram o longo caminho que ainda precisamos percorrer para aprender a respeitar as vidas de outros seres inocentes mortos de forma tão trágica e dolorosa.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

PRESERVAÇÃO

DESESPERO

CONSOLO

CALIFÓRNIA

ANGÚSTIA

COMPANHIA

VIOLÊNCIA INJUSTIFICADA

ASSASSINATO BRUTAL


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>