Pinguins ganham passagem subterrânea para ficarem protegidos do tráfego e do assédio de turistas


Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Foto: David Gray/Reuters
Foto: David Gray/Reuters

Um grupo de pequenos pinguins azuis da Nova Zelândia ganhou sua própria passagem subterrânea, construída para protegê-los do tráfego e do assédio de turistas interessados em tirar fotos.

A passagem foi feita para ajudar os pássaros a comutar entre seus ninhos e o mar em Oamaru Harbor, Otago, na costa leste da Ilha do Sul. Eles são membros da menor espécie de pinguim do mundo e tipicamente possuem cerca de 30 cm de altura e pesam cerca de um quilo.

“O projeto recebeu o apoio do conselho distrital de Waitaki e de várias empresas privadas que ofereceram mão-de-obra, materiais e orientações”, disse Jason Gaskill, gerente da Tourism Waitaki Limited.

As ligações de alimentação e de abastecimento de água foram alteradas para que o túnel de 25 metros pudesse ser posicionado ao longo da rota usual dos pinguins, segundo a mídia local.

Os pinguins azuis, que também são encontrados ao longo das costas do sul da Austrália, geralmente vivem 10 anos, informou o The Guardian.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

CRUELDADE

TECNOLOGIA

DESUMANIDADE

ACOLHIMENTO

EFICIÊNCIA

VIDAS PERDIDAS

DEDICAÇÃO

SOFRIMENTO EMOCIONAL

DOÇURA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>