Filhote de pastor alemão supera problemas na coluna com cadeira de rodas e cirurgia


Por Ana Luiza Yoneda / Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Reprodução/CTV
Reprodução/CTV

Em Nova Brunswick, província canadense, o amigo de quatro patas de uma mulher ganhou uma segunda chance após passar por uma delicada cirurgia e receber uma cadeira de rodas feita especialmente para ele.

Sua tutora, Kelly Boldon, logo notou que o filhote de pastor alemão não era como os seus irmãos. Ele tinha dificuldade de se locomover e corria o risco de cair todas as vezes em que tentava andar.

Uma tomografia e um raio-x revelaram um defeito em sua coluna que fazia com que ele arrastasse suas pernas traseiras.

Remi iria precisar de uma cirurgia complexa para que pudesse andar como os outros cães, mas Boldon não estava disposta a esperar que ele passasse por isso. Ela começou a colocá-lo em uma terapia para que o cão se fortalecesse.

“Fizemos muita massoterapia, terapia na água, o colocamos em um aparelho em que eu poderia usar para ajudá-lo a levantar suas pernas traseiras para que ele andasse,” ela contou ao CTV News Atlantic.

A cirurgiã ortopédica veterinária Caroline Runyon foi a responsável pela operação para aliviar a dor, que envolvia remover as laterais da vértebra de Remi para diminuir a pressão e dar mais espaço para sua coluna.

“Tive que ser muito cuidadosa porque a vértebra se curou de uma forma anormal e eu não tinha certeza em relação a qual direção ela estava crescendo. Fomos indo milímetro por milímetro para ter certeza de que não causaríamos nenhum dano”, disse Runyon.

Atualmente com sete meses, Remi segue o caminho da recuperação com a ajuda de uma cadeira de rodas para e a expectativa é que ele retome o uso total de suas pernas traseiras.

“Ele fez um enorme progresso em apenas um mês, por isso estou esperançosa de que siga em frente,” afirmou Runyon.

Boldon contou que ela não pensou duas vezes em ajudar Remi a conseguir andar apesar da terapia difícil e dos altos valores da cirurgia.

“Eu o amo e não há nada que eu não faria por ele. Existem muitos amantes de cachorros que se sentem do mesmo jeito em relação aos seus companheiros. Eles se tornam parte da família, e se você tiver a oportunidade de fazer, você fará”, relatou.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

AGRESSÃO BRUTAL

INSTINTO

VIDA NA RUA

RESPEITO E AFETO

FINAL FELIZ

TRISTEZA

PUNIÇÃO

MAUS-TRATOS


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>