CONTEÚDO ANDA

Chimpanzé explorado por Michael Jackson recomeça sua vida em santuário

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Reprodução/Center for Great Apes
Reprodução/Center for Great Apes

Bubbles odeia câmeras. É provável que isso ocorra porque ele cresceu e foi explorado sob alguns dos holofotes mais chamativos de todos, já que foi criado como um animal doméstico pelo cantor Michael Jackson.

Durante anos, Bubbles foi observado pelo público e foi obrigado aprender o “moonwalk”, um movimento de dança famoso feito por Jackson. A renomada primatóloga Jane Goodall suspeita que o artista também maltratou o chimpanzé.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO
Reprodução/Center for Great Apes
Reprodução/Center for Great Apes

Antes dessa exploração, a vida do primata foi nada fácil. Ele nasceu em um laboratório biomédico no Texas (EUA). “Quando ainda era um bebê, ele foi levado de sua mãe e vendido para um treinador de Hollywood, que o comprou para ser um chimpanzé doméstico para o cantor mundialmente famoso Michael Jackson”, explicou o Center for Great Apes.

“Ele apareceu em programas de televisão, filmes e vídeos musicais. Quando tinha apenas quatro anos, foi para o Japão em uma turnê promocional com Jackson”, acrescentou.

Reprodução/Center for Great Apes
Reprodução/Center for Great Apes

Agora, aos 33 anos, ele finalmente está vivendo com outros chimpanzés. No santuário do Center for Great Apes, na Flórida, onde ele vive desde 2005, Bubbles fez amizade com um grupo de outros chimpanzés resgatados da indústria do entretenimento, segundo o The Dodo.

Ele até “adotou” um filho, um chimpanzé de 11 anos chamado Stryker. Ao lado deles, Bubbles finalmente pode superar seu passado de exploração e recomeçar sua vida.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui