Mulher é detida suspeita de matar o próprio cachorro em SP


Divulgação
Divulgação

Uma mulher de 48 anos foi detida por suspeita de maus-tratos contra animais. Na casa dela, no Jardim Valle Verde, em Araraquara (SP), equipes da Ouvidoria do Meio Ambiente encontraram um cachorro morto, enforcado com a própria corrente.

Segundo vizinhos que preferiram não se identificar, era comum presenciar a mulher maltratando os animais. Uma cadela muito debilitada também foi recolhida da residência e estará disponível para adoção.

Levada a delegacia, a suspeita prestou depoimento e foi liberada após assinar um termo circunstanciado. Segundo a presidente da Comissão de Direitos e Proteção dos Animais da OAB, Carolina de Matos Galvão “apesar dela ter sido liberada na delegacia, a OAB deve oferecer a denúncia ao Ministério Público para continuar apurando o caso”.

A defensora dos animais ainda ressaltou a importância de as pessoas denunciarem casos de maus-tratos. “Somente a partir da denúncia é que será possível chegar a casos como esse. A população tem um papel fundamental nesse processo”.

Este ano, cerca de 1800 denúncias foram realizadas e acompanhadas pela Ouvidoria do Meio Ambiente. O disque denúncias é o (16) 3301-2999.

Fonte: Araraquara Já

Nota da Redação: É lamentável que ainda vivamos em um mundo com tanta crueldade contra os animais. Um  cãozinho foi assassinado barbaramente e outra foi maltratada por uma pessoa extremamente perturbada e sem qualquer compaixão. Que a responsável seja condenada em nome dessas vidas inocentes.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

ACIDENTE

CRUELDADE

TECNOLOGIA

DESUMANIDADE

ACOLHIMENTO

EFICIÊNCIA

VIDAS PERDIDAS

DEDICAÇÃO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>