Cachorra com um olho e gato ferido se tornam inseparáveis em abrigo


Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Kickie D'Alfonso
Kickie D’Alfonso

Não muito tempo atrás, Lai Lai era uma boxer idosa com um olho prejudicado que não se dava bem com gatos. Isso foi antes de ela ir para a casa de Kickie D’Alfonso em Austin, no Texas (EUA), e conhecer o gato Squirtle que enfrentou um passado difícil e era incapaz de aceitar não como resposta.

“Squirtle a mudou, ele é um gato insanamente afetuoso”, disse D’Alfonso. Squirtle havia sido levado para um abrigo com ferimentos graves. Ele tinha feridas abertas por todo o corpo e a pele em torno de seu rabo tinha desaparecido completamente.

Suas chances não eram boas e um grupo de resgate local pediu para D’Alfonso levá-lo. Ela aceitou como de costume. Um mês depois, D’Alfonso acolheu Lai Lai, uma cachorra abandonada três vezes com um irmão, enviada para outro abrigo da área.

Seu olho estava inchado e muito machucado, por isso teve que ser removido. Além disso “ela estava coberta de carrapatos e lesões que causaram uma enorme infecção bacteriana e tinha dirofilariose. O abrigo contatou os tutores, mas eles nunca foram buscar os cães”, diz D’Alfonso.

O irmão de Lai Lai foi adotado, porém ninguém mostrou qualquer interesse por ela, que ia ter sua morte induzida. D’Alfonso decidiu ajudá-la também. Ela é especializada nos casos  mais difíceis, de animais doentes, idosos, aqueles que têm pouca chance no mundo.

Kickie D'Alfonso
Kickie D’Alfonso

D’Alfonso saiu de New Orleans para Austin após o furacão Katrina e foi, ela diz, “recebida de braços abertos.” Ajudar na adoção de animais era “uma maneira de retribuir à comunidade que me deu uma nova vida”, contou.

No início, D’Alfonso – que é uma técnica veterinária – levou para casa animais saudáveis, aqueles que iriam ser facilmente adotados. Ao longo do tempo, ela começou a trabalhar com aqueles com necessidades extraordinárias, que “normalmente são deixados de lado e esquecidos”, disse.

Sua casa está agora repleta de animais sortudos que encontraram o seu auxílio. Entre eles, há seis cães idosos, um chihuahua que tinha sido devolvido ao abrigo oito vezes, um porco resgatado com problemas nos joelhos, um gato que foi jogado de um carro em movimento e outro gato encontrado em um balde de cimento molhado.

Kickie D'Alfonso
Kickie D’Alfonso

E, é claro, Lai Lai e Squirtle. Ambos aguardam a adoção por meio de dois grupos de resgate separados – Lai Lai pelo Austin Boxer Rescue, e Squirtle pelo Bastrop Animal Rescue, informou o The Dodo.

D’Alfonso encoraja os potenciais tutores a conhecer ambos, mas ela entende se Lai Lai e Squirtle forem adotados separadamente contanto que sejam levados para lares amorosos.

Lai Lai pode precisar de uma casa sem gatos, a menos que seja Squirtle. “Eu adoraria que Squirtle encontrasse uma casa com cães que amam gatos, assim ele teria um amigo afetuoso”, afirmou.

Acima de tudo, D’Alfonso quer que eles encontrem famílias que cuidem deles para sempre. Assim, eles podem ser felizes e ela pode continuar ajudando mais animais necessitados.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

AÇÃO SOCIAL

PRECAUÇÃO

ÍNDIA

ESTUDO

ÓRFÃO

ARTIGO

DESACATO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>