Com 11 votos contra, rodeio é rejeitado em Jaú (SP)


Divulgação
Divulgação

Em um clima pesado, voltou a ser discutido na tarde de hoje (18) na Câmara de Jaú (SP), projeto para a retomada do rodeio na cidade. A iniciativa do vereador Fernando Henrique da Silva (PSB), que contou com o apoio de 5 legisladores. Após 3 anos do a vedação das competições em Jaú, a proibição da prática de rodeios em exposições e outros eventos na cidade, foi rejeitada por 11 Legisladores.

Centenas de pessoas compareceram na Câmara, divididos em os que apoiam a causa animal e nos defensores dos torneios.

A presidente da câmara Cléo Furquim (PMDB) citou a democracia e pediu para que os populares mantivessem a calma durante a sessão que foi interrompida diversas vezes, porque o público presente estava eufórico com a votação, entretanto, a sessão foi suspensa por 10 minutos.

Em discussão do projeto, os vereadores citaram à causa animal e a importância do trabalho nos eventos em que têm rodeio.

“Nós temos que ver as pessoas que estão desempregadas, é o lado da família. Sou a favor do trabalho e vocês podem contar com meu voto”, disse Wagner Brasil (Pros).

O vereador Lampião (PV) ressaltou a importância da população em comparecer sempre à Câmara, não apenas nas discussões críticas. Ele votou contra o rodeio.

“Sou a favor dos trabalhadores, mas, não posso ficar contra os animais, nunca”, argumentou o vereador Tito Coló (PSDB).

Ronaldo Formigão (PSDB) foi contra a Lei em 2013. “Também defendo a causa animal, por outro lado, por trás do rodeio tem família e geração de renda. Com todo o respeito à opinião de todos que estão aqui, mas, vou manter o que defendi desde o começo.”

“A ausência do rodeio prejudicou muito o comércio do nosso município. Não dá para agradar todo mundo. Nós temos que ter humildade e reconhecer que precisamos mudar nosso posicionamento. No momento é o melhor para a população”, disse o vereador Vanucci (PSB).

Márcio Cesarino (DEM) citou o trabalho realizado pela apaja e parabenizou o Guto Machado (vereador mais votado para a legislação de 2017). Cesarino também falou que é importante a união das partes contra e a favor. Ele que votou à volta do rodeio, também disse que é importante rever os pontos de vista.

Dr. Segura (PTB) foi contra e citou a importância da causa animal. E, também, a importância da população nas sessões.

Lucas Flores (PSD) que também foi contra o rodeio citou que o posicionamento não quer dizer que gosta mais de um lado e deixa o outro de lado. “Podemos estar divididos em opinião e não pelo ódio.”

Fonte: Cumbuka


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

EMPATIA

AMOR

CRUELDADE

CHINA

FINAL FELIZ

POLUIÇÃO

COMPAIXÃO

VIOLÊNCIA

PESQUISA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>