Ruídos do tráfego reduzem forrageamento de corujas em até 89%


Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Foto; Masayuki Senzaki
Foto; Masayuki Senzaki

Uma equipe de pesquisadores descobriu que os ruídos do tráfego reduzem a eficiência de forrageamento de corujas selvagens em até 89%. O estudo revelou que diferentes níveis de ruídos afetam a eficiência da caça destes predadores noturnos, que empregam o sentido auditivo para localizar suas presas na escuridão.

Com o rápido desenvolvimento dos meios de transporte em todo o mundo, as preocupações sobre os efeitos adversos dos barulhos do tráfego em animais selvagens têm aumentado, especialmente quando se trata de  “predadores acústicos”, que dependem de seu agudo senso de audição para se alimentar.

Os pesquisadores da Graduate School of Agriculture da Hokkaido University, the Forestry and Forest Products Research Institute e California Polytechnic State University analisaram a atividade forrageira de 78 corujas durante a reprodução de diferentes níveis de ruídos do tráfego. Foi revelado que estes barulhos afetam a capacidade das corujas de detectar presas em até 120 metros, uma distância maior do que se pensava anteriormente, reportou o Science Daily.

“As alterações comportamentais em predadores acústicos podem alterar as interações entre presas e predadores, e, possivelmente, ter consequências negativas em todo o ecossistema”, disse Futoshi Nakamura, um dos coautores da Hokkaido University.

“É necessário descobrir os mecanismos por trás dessa eficiência de forrageamento reduzida, assim como uma possível diminuição nas taxas de sobrevivência e nas mudanças na distribuição para desenvolver medidas que diminuam o impacto de ruídos do tráfego em predadores acústicos”, acrescentou.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

DESUMANIDADE

AGRESSÃO BRUTAL

INDÚSTRIA CRUEL

ECONOMIA

AMEAÇA DE EXTINÇÃO

ACIDENTE

CRUELDADE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>