Cão galgo se torna melhor amigo de uma raposa


Divulgação
Divulgação

Willa, uma pequena raposinha, foi encontrada ainda bebê por um fazendeiro em seu campo. A primeira ideia do homem foi pegar uma arma para atirar no animal. Por sorte, ele não conseguiu a arma e resolveu chamar um grupo de salvamento local para remover a raposa dali.

As raposas vermelhas são consideradas hoje uma “praga” na Austrália, pois são responsáveis pela morte de um grande número de animais selvagens nativos. E, por conta disso, o governo australiano encoraja as pessoas a matar qualquer raposa que encontram em suas propriedades privadas, em vez de fazer um trabalho de remoção e resgate desses animais.

Divulgação
Divulgação

Felizmente, a raposinha Willa, um macho, teve uma segunda chance ao ser resgatada pela organização não governamental Sydney Fox Rescue. A instituição resgata, realoja, vacina e insere microship nas raposas, mas elas nunca são colocadas livres na natureza novamente.

Ao ser resgatado, Willa recebeu tratamento para paralisia do carrapato e foi levado, juntamente com a raposa Athena para um santuário de animais chamado Sugarshine Sanctuary.

Divulgação
Divulgação

Poucos dias depois de chegarem ao santuário, a raposinha Athena foi tragicamente morta por uma cobra python. Willa ficou sozinha, mas não por muito tempo.

Solitária, Willa começou a seguir Izzy, um cão da raça Galgo que também morava no santuário. Assim como Willa, Izzy tinha escapado da morte. O cachorro de corrida tinha sido levado para ser morto quando não estava mais apto a participar de competições.

Divulgação
Divulgação

Uma mulher ouviu a história do animal e insistiu para que ela pudesse levá-lo para alguma instituição de resgate. Após conseguir ser resgatada, Izzy foi adotada por Kelly Nelder, o cofundador do Sugarshine Sanctuary.

Izzy logo se conectou a Willa e a amizade entre os animais floresceu. Segundo Kelly, Izzy tem uma natureza muito gentil e tolerante e deixa Willa fazer o quer com ela, como saltar em cima dela, roubar sua comida e se aconchegar em sua barriga. Mesmo sendo um corredor rápido, o cão diminuiu o seu passo para andar sempre ao lado de Willa.

Os dois adoram ficar juntos, mas a atividade favorita de Willa é atacar e tentar pegar o rabo de Izzy até se cansar. Depois das brincadeiras, Willa e Izzy sempre se deitam juntinhos e a cadela dá uma lambida carinhosa na raposinha.

Divulgação
Divulgação

Fonte: Portal do Dog


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

CONSERVAÇÃO

MUDANÇAS CLIMÁTICAS

MAUS-TRATOS

HABITATS DESTRUÍDOS

OMISSÃO

ECONOMIA CIRCULAR

DEDICAÇÃO

TECONOLOGIA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>