DIREITOS DOS GRANDES PRIMATAS - DR. PEDRO A. YNTERIAN

PASA denuncia transferência de chimpanzés usados em centro de primatologia dos EUA para zoológico na Inglaterra

O Centro de Primatologia de Yerkes, que pertence à Universidade de Emory, há quase um século tortura chimpanzés, alegando razões científicas e de pesquisa biomédica. Devido à crueldade da Direção...

169

29/09/2016 às 18:00
Por Redação

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.
(PASA)

(PASA)

O Centro de Primatologia de Yerkes, que pertence à Universidade de Emory, há quase um século tortura chimpanzés, alegando razões científicas e de pesquisa biomédica.

Devido à crueldade da Direção de Yerkes e da Universidade que os mantém, que não tem limites, pretende-se que os últimos sete infelizes que lá restaram sejam enviados para um zoológico pouco conhecido na Inglaterra, que não tem grandes símios e que vê na presença destes seres torturados durante toda uma vida uma forma de promover visitações e arrecadar dinheiro. Estes chimpanzés poderiam ser enviados para um Santuário nos Estados Unidos.

Várias organizações Norte-Americanas de defesa dos animais, assim como a PASA – Aliança de Santuários Pan Africanos, têm se pronunciado contra o envio destes sete chimpanzés para um Zoológico sem tradição no Reino Unido, fora das fronteiras Norte-Americanas.

O Wingham Wildlife Park seria o destino maldito escolhido pela Direção da Universidade de Emory para enviar os grandes primatas. Em princípio, o Serviço de Proteção e Fauna do Ministério de Agricultura Norte-Americano, que deveria impedir este traslado ilegal, o está aceitando.

Novembro é o mês fatídico para que estes infelizes deixem o Centro de Tortura de Yerkes e sigam para o Centro de Tortura no Zoológico britânico.

É necessária uma intensa mobilização para impedir que a Universidade de Emory, que tem em seu curriculum a morte e tortura de centenas de primatas, não realize sua última tenebrosa e sádica decisão.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.